eficiência operacional

Em tempos de crise macroeconômica é muito comum observarmos nos relatórios de resultados das empresas o uso do termo eficiência operacional.

Nessas ocasiões, as empresas não devem apenas olhar para o fator crescimento, mas sim mirar numa maior eficiência operacional para conseguir melhorar os processos, diminuir os custos desnecessários, investir em novas tecnologias, entre outros fatores.

Podemos dizer que eficiência operacional é a busca por melhorar o desempenho de uma empresa por meio de técnicas de gestão, sempre objetivando os seguintes objetivos:

  • Ganhos de produtividade
  • Maior qualidade na fabricação dos produtos e serviços;
  • Maior retorno financeiro.

A garantia de uma melhor eficiência pode ser o segredo entre o prejuízo e o lucro de uma empresa.

Isso acontece porque não basta uma companhia apenas vender muito, se os seus processos estão bastante burocráticos e dispendiosos, a empresa muitas vezes poderá não gerar retornos consistentes de seu negócio.

Como obter uma maior eficiência operacional

eficiência operacional

Como obter uma maior eficiência operacional

Para uma empresa conseguir se tornar mais eficiente não existe uma formula mágica, pois muitas vezes uma estratégia que da certo para uma companhia pode não dar certo para outra.

Dessa forma, é papel do gestor listar todos os processos da empresa e acompanhá-los com o objetivo de tentar descobrir alguma maneira de melhorar, economizar custos e implantar novos processos dentro do mesmo.

Muitos empresários acreditam que a busca por maior eficiência está necessariamente ligada à demissão em massa de funcionários, o que pode ser um grande engano.

Nos casos de uma baixa performance do quadro de funcionários, a empresa deve tentar entender se cada colaborador está na função que mais se encaixa no seu perfil de trabalho, pois muitas vezes a má alocação de mão de obra pode ser um problema para um resultado operacional forte.

Sem contar que apenas demitir funcionários não garantirá melhores resultados no longo prazo, uma vez que a empresa estará perdendo mão-de-obra experiente.

O mais importante no processo de ganhos de eficiência em uma empresa é a mesma conseguir extrair resultados sustentáveis à medida que o tempo passa.

Eficiência operacional não é tudo

eficiência operacional

Eficiência operacional não é tudo

Ao contrário do que muitos pensam, a eficiência operacional não deve ser o principal objetivo de uma empresa que deseja ser perene em seu setor, mas sim ter um posicionamento estratégico forte é o que garanta bons e sustentáveis resultados no longo prazo.

O posicionamento estratégico é a capacidade da empresa de conseguir executar atividades diferentes da concorrência de modo que seja difícil a replicação das técnicas e estratégias utilizadas por uma companhia com vantagens competitivas.

É muito comum os gestores adotarem uma estratégia de eficiência somente em reduzir custos, o que naturalmente pode ser bastante fácil de ser copiada por outros competidores, ao mesmo tempo em que não agrega nenhum valor ao cliente final e ao real valor do produto.

Ter em mente uma clara diferenciação entre preço e valor pode ser de grande valia para um empresário que deseja se diferenciar em seu mercado de atuação.

Desse modo, é muito importante que o gestor além de procurar uma maior eficiência operacional, que ele também procure adotar estratégias de posicionamento estratégico diferenciado de modo a tentar agregar um maior valor e maiores margens aos seus produtos.

Compartilhe a sua opinião

Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.