Acesso Rápido

    Economia de Escala: Um atributo bastante relevante para uma companhia

    Economia de Escala: Um atributo bastante relevante para uma companhia

    Dentro de um contexto financeiro e também no que diz respeito à análise fundamentalista de empresas de capital aberto , estar ciente sobre o que é uma economia de escala é muito importante para um investidor.

    Mesmo diante dessa significativa importância, muitos investidores ainda desconhecem o que a economia de escala representa num contexto empresarial.

    Economia de Escala – Definição

    Economia de escala pode ser entendida como um tipo de vantagem operacional relacionada aos custos operacionais que surge com o aumento da produção de um determinado produto desenvolvido em escala industrial.

    Dessa maneira, esse conceito trata-se de uma relação inversa entre a quantidade produzida de certo produto e os seus custos fixos por unidade, ou seja, quanto maior a quantidade de um bem produzido, a tendência é que menor seja o seu o custo fixo de desenvolvimento por unidade, haja vista que esses custos estão distribuídos por um número maior de mercadorias.

    Vale ressaltar que a economia de escala também pode reduzir custos variáveis por unidade devido a eficiências operacionais e sinergias operacionais.

    Isto posto, é coerente mencionar que esse tipo de efeito empresarial pode ser classificado em dois tipos principais:

    • Interno: decorrente da própria empresa em questão;
    • Externo: proveniente de fatores externos que dependem, na maioria das vezes, do tamanho da companhia em questão;

    É interessante destacar que existe, também, dois tipos de economias de escala: as reais e as pecuniárias.

    • Economia de escala real: definição utilizada quando há menos fatores utilizados com o aumento da produção;
    • Economia de escala pecuniária: definição utilizada quando o valor pago pela aquisição de insumos é menor com o aumento da produção;

    Exemplo de economia de escala

    A economia de escala é um conceito tão simples, mas ao mesmo tempo tão eficaz, que pode ser demonstrado através de um exemplo, conforme se segue.

    Suponha que você seja um pequeno empresário e que esteja considerando imprimir uma estratégia de marketing.

    Ao procurar uma gráfica para realizar o serviço, a mesmo repassa um preço de R$ 5.000 para 500 folhetos e R$ 10.000 para 2.500 cópias.

    Enquanto 500 impressões custarão R$ 10 por folheto, 2.500 somente custará o preço de R$ 4 por folheto.

    Nesse caso, a gráfica está oferecendo um tipo de vantagem no custo de impressão para um número maior de folhetos.

    Esta vantagem de custo surge porque a gráfica tem o mesmo custo inicial de instalação, independentemente de o número de brochuras impressas ser 500 ou 2.500.

    Uma vez que esses custos são inevitáveis, há apenas um custo adicional marginal para a impressão de cada folheto adicional.

    Considerações

    Economia de escala pode surgir em várias áreas dentro de uma grande empresa.

    Embora os benefícios deste conceito em áreas como produção e compras sejam óbvios, esse fenômeno também pode afetar áreas como o departamento financeiro, haja vista que as maiores empresas geralmente têm um custo de capital menor do que as pequenas empresas, porque podem pedir empréstimos a taxas de juros mais baixas.

    Como resultado, a economias de escala são frequentemente citadas como uma justificativa importante quando duas empresas anunciam uma fusão ou aquisição.

    Conclusão

    Diante do que foi exposto, é possível perceber que, para uma companhia, em qualquer que seja o seu segmento de atuação, uma atenção especial ao fenômeno da economia de escala, por parte da sua gestão, é um fator primordial para o seu sucesso de longo prazo no seu mercado.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *