dmpl
Por: Tiago Reis

DMPL: o que é a Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido?

Para que uma empresa seja bem-sucedida, é imprescindível que suas contas sejam controladas de forma eficiente. Uma das ferramentas dessa gestão financeira é a DMPL.

DMPL é a sigla para Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido. Sua função tem a ver com o gerenciamento de recursos de uma organização — mais especificamente do seu do patrimônio líquido, como sugere o nome.

O que é DMPL?

A DMPL é um relatório contábil que demonstra as mudanças no patrimônio líquido de uma empresa em determinado período. A demonstração registra a movimentação dos recursos da empresa — expondo de forma clara de onde eles vêm e para onde eles vão durante o exercício.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determina que a Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido seja publicadas pelas empresas de tipo capital aberto. Essa determinação se encontra na instrução n. 59/1986.

Minicurso: Contabilidade para Investidores

Inscreva-se no nosso minicurso gratuito e aprenda os principais conceitos de contabilidade para quem quer investir em empresas na Bolsa de Valores!

Para quê serve a DMPL?

Antes de saber como funciona a DMPL, é necessário estar ciente de que sua principal função é monitorar as finanças da empresa. Portanto, o objetivo da DMPL está ligado diretamente ao controle do fluxo de caixa.

Por isso, algumas das funções da DMPL são:

  1. Acompanhar a evolução do patrimônio da organização;
  2. Monitorar a influência deste patrimônio (valor) no mercado;
  3. Determinar estratégias para o crescimento da empresa no mercado.

Como fazer a DMPL?

dmpl

Um modelo de DMPL envolve primeiramente uma tabela. Nessa tabela, cada conta do patrimônio líquido da organização corresponde a uma coluna.

A última das colunas da tabela do modelo de DMPL é reservada ao resultado final. O próximo passo é registrar os números nas colunas, sendo que em cada linha ficam os dados de cada transação.

O modelo se divide em:

  1. Reservas de capital: valores monetários que fazem parte do capital social da organização. Se não houver reserva de lucro, ocorre sua compensação em forma de lucro acumulado;
  2. Reservas de lucro: baseadas no lucro líquido do exercício, conforme determinações administrativas;
  3. Lucros ou prejuízos acumulados: têm a ver com os acionistas da organização. Mais especificamente, o prejuízo que podem sofrer ou os lucros mínimos que podem obter. Esse dado muda de acordo com os resultados da gestão da empresa.

Estrutura da DMPL

Sendo assim, pode-se dizer que a estrutura da DMPL costuma seguir o seguinte modelo:

  • Saldos do começo do período considerado;
  • Ajustes de exercícios anteriores;
  • Capital acrescido;
  • Compensações relacionadas a prejuízos;
  • Destinação, no exercício, do lucro líquido;
  • Como os lucros são distribuídos;
  • Avaliação de ativos;
  • Diminuição do capital;
  • Resultado líquido obtido no exercício;
  • Reversão de reservas e lucros, bem como transferências destes;
  • Saldos obtidos quando da finalização do exercício.
Valuation e precificação de ativos

Entendendo a DMPL na prática

Um exemplo de DMPL de uma empresa X, portanto, pode ser uma tabela com as colunas:

  • Descrição;
  • Capital social;
  • Lucros ou prejuízos acumulados;
  • Reserva de lucros;
  • Patrimônio líquido.

E as linhas:

  • Saldo inicial em X data, contendo o lucro líquido do exercício e a distribuição dos lucros;
  • Saldo em Y data (após 1 ano), contendo o lucro líquido do exercício, a distribuição dos lucros e os lucros a distribuir;
  • Saldo final em Z data (após 1 ano).

Diferenças e semelhanças entre DMPL e DFC

Por se tratarem de demonstrações de movimentação financeira, pode-se dizer existe uma certa relação da DMPL com a Demonstração de Fluxo de Caixa (DFC). Porém, existe uma grande diferença entre DMPL e DFC.

DFC apresenta entradas e saídas do caixa da empresa em certo período, e o resultado dessas movimentações. Toda sociedade de capital aberto deve realizar a DFC, ou então a que tenha patrimônio líquido maior que R$ 2 milhões.

Já os dados da Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido servem como complemento ao Balanço Patrimonial da organização, a exemplo do relatório DFC. Este demonstra as condições em que se encontra o patrimônio em certo período.

A DMPL de uma companhia aberta é um documento contábil disponível para a análise de qualquer investidor. Acesse o nosso ebook gratuito sobre Contabilidade para Investidores e entenda melhor sobre como utilizar a contabilidade para avaliar a qualidade de uma empresa. 

Telegram Suno

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

4 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ralisson 6 de outubro de 2019

    Bom dia, gostei muito do artigo e grato por enriquecer meu conhecimento, gostaria de apenas deixar uma observação sobre o trecho abaixo:

    “Antes de saber como funciona a DMPL, é necessário estar ciente de que seu principal função é monitorar as finanças da empresa.”

    “SEU” é pronome possessivo masculino e “FUNÇÃO” é substantivo feminino, logo estes estão em desconcordância no texto.

    Responder
    • Suno Research 7 de outubro de 2019

      Obrigado pelo aviso, corrigido.

      Responder
  • Lucia 14 de fevereiro de 2020

    muito bom eu entendi as explicação , eu preciso fazer uma planilha

    eu gostaria de saber se a empresa de pequeno porte é obrigada a apresentar DMPL

    Responder
    • edson 27 de abril de 2020

      Pelo itg 1000, teve muitas mudanças, e para estas empresas não são obrigadas porem o CRC/CFC incentivam a pratica destas informações

      Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

208 artigos
Ações

FIIs

54 artigos
FIIs
accounting (1)

Minicurso Gratuito

Contabilidade Para investidores

Aprenda os principais conceitos sobre contabilidade que todo investidor precisa saber!

Frame

NÃO VÁ EMBORA AINDA...

Inscreva-se e receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!