No mercado de capitais americano, o índice DJIA é um dos principais indicadores acompanhados por analistas de mercado há muitos anos.

O índice DJIA é um dos mais assistidos do mundo. Ele é também um dos mais antigos, pois foi criado em 1896.

Portanto podemos dizer que o DJIA (ou Dow Jones Industrial Average) é uma média ponderada pelo preço de 30 ações significativas que são negociadas na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) e na Nasdaq.

O Dow, como também é conhecido, inclui em seu índice empresas altamente renomadas tais como os seguintes exemplos:

  • Coca-Cola;
  • Walt Disney;
  • Exxon Mobil Corporation;
  • Microsoft Corporation;
  • Apple;
  • MCDonald’s;

Importante frisar que o Dow não é calculado pela NYSE, pois os seus componentes são escolhidos pelos editores do jornal financeiro norte-americano The Wall Street Journal.

Desse modo, não existe um critério pré-determinado para qualificar uma empresa nesse índice. No entanto, as companhias que compõem o Dow devem ser norte-americanas e serem líderes em seus respectivos mercados.

Breve histórico do DJIA

DJIA

Breve histórico do DJIA

Quando o índice foi criado, no ano de 1896, ele representava, sobre a forma de uma média simples, 12 empresas americanas de elevada importância dentro da economia do país. O seu valor inicial foi de 40,94 pontos.

Com o passar dos anos, o índice foi aumentando de tamanho, até chegar a um total de 30 componentes, em 1928. Contudo, várias mudanças foram feitas em seus primeiros anos de existência, até a chegada da Grande Depressão.

Com a chegada da crise de 1929, o índice caiu violentamente, atingindo 40 pontos, sendo que naquele mesmo ano, estava valendo 381 pontos.

Durante a II guerra mundial, o mercado em alta levou o índice a atingir os 381 pontos, sendo que o mesmo seguiu uma trajetória de expansão até chegar a 1000 pontos em meados de 1972.

Devido a perturbações de ordem macroeconômicas ocorridas na década de 70 e parte na de 80, o índice sofreu quedas significativas, donde veio apresentar uma sólida recuperação durante os anos 90.

Desse modo, nos anos mais recentes, o DJIA veio apresentando quedas relevantes, como a ocorrida em 11 de setembro de 2001 ou na crise global de 2008. Atualmente o índice está cotado em 25.600 pontos, fato que demonstra claramente a criação de valor das companhias americanas ao longo do tempo.

Conclusão sobre o índice DJIA

DJIA

Conclusão sobre o índice DJIA

As companhias que compõem o índice costumam ser ocasionalmente substituídas de modo a acompanhar as rápidas mudanças que um mercado competitivo costuma apresentar.

Dessa forma, quando fatos como esse acontecem, o fator escala da companhia é utilizado para ajustar os valores do índice para que estes não sejam diretamente afetados pela mudança.

Além disso, o fato do Dow representar apenas 30 empresas de grande porte gera muitas críticas de especialistas do mercado que alegam que esse índice não representa, de fato, o comportamento geral do mercado norte-americano.

No entanto, apesar de todas as imperfeições observadas no DJIA, ele historicamente tem representado bem a performance da economia americana de forma bastante eficiente e precisa. Desse modo, isso acaba fazendo com que o índice se torne um importante indicador de desempenho do mercado de ações.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.