Dividend Yield Como Calcular

Para quem busca investir com foco no recebimento de dividendos, avaliar o dividend yield (DY) de um ativo (ação, fii, etc) é fundamental.

Afinal de contas, é o dividend yield que mostra ao investidor o quanto de retorno em proventos aquele ativo gerou nos últimos 12 meses, com base nas cotações atuais.

Boa parte dos investidores, no entanto, não sabem muito bem como funciona o cálculo do indicador e muitas vezes os sites que informam o dividend yield já calculado, como o fundamentus, por exemplo, informam dados equivocados.

Por isso,saber calcular o DY é essencial para ter acesso aos dados corretos e avaliar o quanto a empresa pagou nos últimos 12 meses para se ter uma ideia de quanto ela poderá pagar nos próximos 12 meses.

É importante lembrar, no entanto, que muitas vezes o DY está distorcido por lucros não recorrentes, fatores pontuais que distorceram os lucros ou pagamento extraordinários de grandes reservas de lucros, e esse indicador nunca deve ser visto como uma garantia de lucros futuros e muito menos deve ser avaliado isoladamente.

Calculando o dividend yield na prática

Para se calcular o dividend yield de uma ação é bastante simples e prático, e qualquer investidor pode realizar o cálculo e descobrir o yield de uma ação, de uma forma muito fácil, sem a necessidade de cálculos complexos.

A fórmula para se calcular o DY consiste apenas na divisão dos valores pagos por ação pela empresa nos últimos 12 meses pela atual cotação das ações da Companhia, como podemos ver na fórmula abaixo.

Calculo do Dividend Yield

O resultado obtido com o cálculo será sempre o valor do dividend yield da empresa, considerando o preço atual de suas ações.

Podemos ver abaixo alguns exemplos hipotéticos para demonstrar na prática como seria feito este cálculo, tomando como base as distribuições passadas de dividendos.

Vamos imaginar que a ação de uma empresa custe R$ 20,00, e ela tenha pago nos últimos 12 meses, em dividendos aos seus acionistas, cerca de R$ 0,85. Dividindo R$ 0,85 por R$ 20,00, teremos 0,0425. Portanto, o dividend yield desta empresa seria 4,25%. Simples, não?

Já uma empresa que pagou R$ 1,00 por ação nos últimos 12 meses e hoje é cotada por R$ 10,00, fica nítido e óbvio que o dividend yield é de 10%, afinal, R$ 1,00 representa 10% de R$ 10,00.

Na prática, caso o investidor tivesse comprado 100 ações desta empresa por R$ 10,00 cada, através do investimento de cerca de R$ 1.000,00, ele teria recebido ao longo do último ano cerca de R$ 100,00, ou seja, 10% sobre o valor inicialmente investido.

Usando como exemplo um caso real, podemos calcular o yield da EZTec, empresa de construção civil listada em bolsa e uma boa pagadora de dividendos, que vem passando pela crise de uma maneira bastante resiliente, sem deixar de remunerar os seus acionistas.

A EZTec (EZTC3) pagou nos últimos 12 meses (pagou no último mês de setembro) um total de R$ 1,0922 em dividendos. Como a cotação de suas ações hoje está em torno de R$ 23,00, dividindo os R$ 1,0922 por 23, chegamos a 0,047. Ou seja, o dividend yield da EZTec atualmente é de 4,74%.

É importante lembrar que o dividend yield pode ser modificado de acordo com a oscilação das ações e também de acordo com a base de dividendos pagos nos últimos meses, e já que ele representa a relação de dividendos pagos por ação com o preço da ação, quanto mais a cotação cai, maior se torna o dividend yield, e esse é um dos pontos que devem levar os investidores a verem as desvalorizações das ações como algo positivo, desde que a empresa continue saudável e lucrativa, obviamente.

Como descobrir os dividendos que a empresa pagou ao longo do tempo?

Apesar de ser um cálculo extremamente fácil de se realizar, boa parte dos investidores, em especial os que estão iniciando no mercado, não sabem onde conseguir dados a respeito do histórico de distribuição de dividendos e nem quanto a empresa pagou no último ano.

Um site que costuma demonstrar esses dados de forma facilitada e já informa o dividend yield calculado é o fundamentus (www.fundamentus.com.br), porém às vezes os dados estão incorretos e o mais recomendável mesmo pode ser ir até o site de RI das empresas.

Outro website interessante e que possui dados interessantes sobre dividendos, inclusive com uma espécie de agenda que informa a data dos dividendos da maior parte das empresas é o website dividendobr.com.

Neste site, além do investidor ter acesso às datas de pagamentos de muitas empresas listadas, através da “agenda de dividendos”, ainda é possível verificar os valores pagos ao longo do tempo.

Na barra lateral direita do site, o investidor pode digitar o ticker (código) de uma ação, e logo serão listados todos os pagamentos de proventos que a empresa realizou ou anunciou durante os últimos anos.

Veja no caso da SMLE3, por exemplo, a empresa pagou cerca de R$ 4,40 em proventos, como podemos ver abaixo, através de uma pesquisa no dividendobr. Neste caso, considerando as cotações da empresa hoje que estão por volta de R$ 83,00, o dividend yield da Smiles é de 5,31%.

Dividendos SMile

Vale lembrar que apesar do dividendobr ser um bom website, que é frequentemente atualizado, ele também pode possuir alguns erros, falta de informações sobre dividendos, etc.

Por isso, o melhor é sempre confirmar os dados no website de ri das empresas, que possui normalmente um histórico completo de dividendos, ou pelo menos, os comunicados e fatos relevantes das declarações de proventos.

Comentários

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

©2017 SUNO RESEARCH | Investimentos inteligentes

[i]
[i]

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account