investidores
Por: Tiago Reis

Dicas simples para ser um investidor melhor

Há pouco tempo, li um artigo recém-escrito por Vitaliy Katsenelson. O investidor é CEO do Investment Management Associates, além de ser autor de dois livros, sendo um deles componente da famosa série “The Little Books”.

Em seu artigo, Vitaliy traz três dicas que costumo abordar com frequência como conselhos aos investidores. Resolvi trazê-las hoje para relembrar como são importantes, trazendo a visão de um bom estudioso do mercado.

Katsenelson ressalta que o mercado não é nosso amigo. Ele é capaz de despertar uma emoção extremamente perigosa: o medo.

Por isso, com frequência, podemos nos sentir receosos de investir em ações. Por outro lado, podemos também acabar convencidos de que somos invencíveis, acreditando que nossa tolerância ao risco é ilimitada.

Assim, o medo também não é nosso amigo. Ser um investidor de sucesso requer equilíbrio emocional. Portanto, Vitaliy Katsenelson traz as seguintes dicas aos que desejam desenvolver esta característica:

 

Não cheque as cotações de suas ações constantemente

“Da próxima vez que você perceber que o preço de uma ação sua se moveu para cima ou para baixo, pense sobre os fatores que podem estar influenciando este movimento.

Os preços das ações mudam todos os dias, mas isso não significa que o valor de longo prazo da companhia mudou.

Preços podem se mover por inúmeras razões, porque as ações são de propriedade de diferentes pessoas, com diferentes horizontes de tempo”.

 

Este raciocínio que Vitaliy apresenta é justamente toda a base do entendimento que o investidor precisa ter para parar com este hábito destrutivo.

Não faz muito tempo que abordei em um Suno Call sobre os perigos de se vigiar as cotações de sua carteira com muita frequência.

Sobretudo, o fator que julgo mais impactante, neste sentido, é o risco de movimentar os investimentos na hora errada, por motivos errados.

 

Ignore os mensageiros da mídia

Vitaliy alerta que muitos veículos da mídia podem fazer com que você passe a pensar sobre o mercado de ações como um jogo. Se o investidor cai nesta armadilha, o risco de anular todo o conhecimento adquirido para se investir no longo prazo é muito grande.

Acredito que devemos tomar cuidado com a capacidade que estes veículos possuem de moldar nossa forma de pensar. É necessário saber filtrar o que agrega e o que é destrutivo.

 

Seja um investidor, de fato

Vitaliy diz que costumava se identificar com pessoas que se proclamavam “um investidor de longo prazo”. No entanto, este termo se moldou para significar “um investidor que segue o buy and hold”.

Ele destaca um ponto que achei bastante interessante: “investidor de longo prazo” é um termo redundante. De fato, se você está investindo, e não fazendo trade, então seu horizonte de tempo deve ser o longo prazo.

No entanto, investir não diz respeito apenas ao horizonte de tempo. O processo analítico é igualmente importante.

Ser um investidor significa estar atento a todas as notícias sobre a companhia. Seja seu guidance trimestral, sejam suas melhorias ou seus enfraquecimentos, ou quaisquer outros aspectos relevantes que impactam o contexto de uma única questão: como isso impacta o valor do negócio?

É preciso adotar tal perspectiva a fim de processar o fluxo de notícias de maneira inteligente. Deste modo, o investidor será capaz de filtrar os ruídos diários.

Esta simples questão mencionada acima é um ótimo jeito de fazer isso. Ao mesmo tempo, ela também ajuda o investidor a se blindar da volatilidade sem significado para o valor do negócio.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

202 artigos
Ações

FIIs

52 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Bufeett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!