Acesso Rápido

    Desdobramento de ações: como funciona um split de ações?

    Desdobramento de ações: como funciona um split de ações?

    O desdobramento, ou desdobramento de ações, é uma ação que empresas listadas tomam para dividir suas ações disponíveis em um número maior de ações. Esta decisão é tomada pelo Conselho de Administração.

    O desdobramento recebe o nome de split em inglês, e no jargão de mercado a palavra em inglês é mais utilizada.

    O que é desdobramento de ações?

    Desdobramento de ações é o processo no qual as empresas aumentam o número de ações no mercado, mas o percentual correspondente ao capital aberto permanece o mesmo, o que aumenta o número total de ações significativamente, mas o valor delas cai na mesma proporção, e desta forma o valor do investimento permanece inalterado.

    E-book: Aprenda como analisar uma ação

    Baixe gratuitamente o nosso ebook e conheça os principais critérios para se analisar uma ação antes de investir!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Portanto, este movimento não gera valor ao acionista, pois apenas divide a empresa em um maior número de ações. É como se a pizza fosse divida em mais pedaços.

    Os desdobramentos, em geral, seguem uma proporção de 1:2, 1:3 ou 1:10. Desta forma o investidor passará a possuir um número de ações duas, três e dez vezes maior, respectivamente.

    Por que empresas fazem o desdobramento de suas ações?

    Diversos são os motivos que fazem com que empresas busquem um desdobramento de ações, entre eles destacamos:

    1. Mais ações disponíveis

    Quanto maior for a relação do split, maior será o número de ações disponíveis. Este fato potencialmente gera uma oportunidade para que um número maior de de investidores se tornem sócios da empresa que fez o desdobramento.

    2. Preferência por ações que fazem splits

    Alguns investidores atribuem como um fato do sucesso de algumas ações o fato delas terem realizados operações de desdobramento ao longo dos anos.

    Empresas que passaram por um forte processo de valorização de suas ações historicamente realizaram splits ao longo da trajetória, tais como Ambev, Ultrapar e Klabin.

    3. Acessibilidade

    Ações que passam por este processo se tornam mais baratas, e desta forma mais pessoas podem se tornar acionistas. Existe um argumento de que uma base de acionistas mais dispersa aumenta a liquidez da empresa e isto aumenta a atratividade da empresa.

    4. Comparação

    Alguns investidores, sobretudo os mais novatos, comparam os preços nominais de uma ação com as demais ações de seu setor. Ao realizar uma operação de desdobramento a empresa passa uma percepção de melhor preço para suas ações para alguns investidores.

    5. Aumento do interesse

    Apesar de não criar valor, o split pode gerar uma nova demanda pelos papéis da companhia. Isto ocorre pois com o desdobramento os papéis da empresa se tornam mais acessíveis e isto atrai investidores que antes não poderiam comprar os papéis.

    Além disso, este acontecimento gera um fluxo de notícias relacionados a empresa que pode gerar um aumento do interesse pelo papel.

    Desvantagens do desdobramento de ações

    1. Acionistas indesejados:

    Uma companhia que faz splits pode atrair uma base acionária que talvez não seja de interessa da empresa.

    Os desdobramentos acionários podem levar a uma maior participação de investidores que buscam empresas de preço mais barato e que tenham um perfil mais especulador.

    2. Custo de desdobramento:

    Existem despesas relacionadas a prática do desdobramento, tais como: comunicados ao mercado e avisos aos acionistas. Além de uso do tempo de importantes executivos da companhia para esta decisão.

    Portanto, podemos concluir que os desdobramentos de ações não representam uma ferramenta que cria valor. Seus benefícios e pontos negativos são marginais para a valorização de uma empresa.

    Exemplo de desdobramento de ações

    Em um cenário, a empresa ABCD S/A possui 100 milhões de ações disponíveis e suas ações negociam por R$10, totalizando um valor de mercado de R$1 bilhão.

    A companhia decide fazer um desdobramento de 1:10. Logo em seguida ao desdobramento o número de ações disponíveis passa a ser 10 vezes maior, totalizando 1 bilhão de ações, enquanto o valor da ação passa a ser 10 vezes menor em R$1,00.

    Desta forma, o valor de mercado da companhia fica inalterado após o desdobramento das ações em R$1 bilhão.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    14 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Jhonas 9 de setembro de 2019

      Obrigado! Pelo artigo.
      Ajudou bastante!

      Responder
    • edu.durao 18 de setembro de 2019

      Entendi que não há regra quanto à valorização, cada papel, uma estória, ok, mas existe alguma estatística, alguma percepção de quantos por cento, aproximadamente, se valoriza ou não? Acho que tem mais prós que contras, certo?

      Responder
    • Leandro Luis 3 de outubro de 2019

      Obrigado pela explicação.

      Não sei se entendi bem, mas mesmo para acionistas novos com interesse na empresa, parece haver mais prós do que revés.
      Seria isso? Pelo menos com u.a empresa sólida e com potencial.

      Responder
      • Suno Research 4 de outubro de 2019

        Cada caso é um caso, mas de modo geral, sim!

        Responder
    • armando lindote 17 de junho de 2020

      Excelente e muito educador.

      Responder
    • Anonymousxz 26 de junho de 2020

      Olá, achei interessante.. uma outra questão não abordada seria o valor pago de dividendo por ação e o dividend yield, o que acontecem com eles?, diminui também?

      Responder
    • Luiz Carlos Pannain 17 de setembro de 2020

      Bom dia Tiago Reis, uma pergunta, quando há desdobramento de cotas, o valor dos dividendos caem proporcionamente?

      Responder
      • Suno Research 17 de setembro de 2020

        Olá, Luiz Carlos! Tudo bem?
        Na verdade, o Dividend Yield (DY) se mantém constante. Isso porque a sua fórmula é: Dividendos pagos por ação/Valor unitário da ação. Ou seja, o número de ações não interfere nesses casos.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • léo 18 de setembro de 2020

      tenho 100 ações da companhia paguei 10,00 cada gastei 1.000,00
      a ação passou a valer 1,00 logo tenho agora apenas 100,00
      Conclusão prejuizo de 900,00

      Responder
    • Guilherme 18 de setembro de 2020

      Mas ai quando a empresa faz o desdobramento, essa quantidade de ações é repassada para o investidor. No caso vc tem 100 ações e como ela é 1:10, você terá 1000 ações de 1,00, que dá os mesmos 1.000,00

      Responder
    • Andre 18 de setembro de 2020

      Então, a única vantagem do desdobramento é a chance dela valorizar mais por estar mais barata, dando-lhe mais chance de valorização?!

      Responder
      • Suno Research 22 de setembro de 2020

        Olá, André! Tudo bem?
        Na verdade, tal afirmação não é verídica. Um desdobramento não implica necessariamente em uma valorização e também não quer dizer que a ação ficou barata.
        A maior vantagem de um desdobramento é o aumento de liquidez das ações.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Vagner 17 de outubro de 2020

      Antes do desdobramento tenho100 ações com 30% de lucro após o desdobramento contínuo com os 30% de lucro?

      Responder
      • Suno Research 19 de outubro de 2020

        Olá, Vagner! Tudo certo?
        Isso mesmo. O lucro permanece igual.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder