Por: Tiago Reis

Depósito Compulsório: conceito e impacto econômico

Na última quarta-feira (26), o Banco Central informou a redução da alíquota do depósito compulsório sobre recursos a prazo, de 33% para 31%. Apesar da notícia, boa parte da população não compreende o conceito do depósito compulsório e o impacto das mudanças na economia.

Pensando nisso, resolvi explicar como funciona o ciclo de crédito dentro das instituições financeiras de modo a apresentar o conceito do depósito compulsório e sua importância para o mercado de crédito.

Antes de explicar o funcionamento do depósito compulsório, é necessário explicar, de maneira simplificada, como funciona a operação de crédito em instituições financeiras.

Em primeiro lugar, é necessário que um agente superavitário vá ao banco e realize um depósito. Digamos que seja uma pessoa que coloca R$100,00 na poupança. Caso o banco pudesse emprestar os R$100,00 captados, teríamos um efeito de criação ilimitada de moeda.

Investindo no Tesouro Direto

Isso ocorre porque o indivíduo que toma os R$100,00 de empréstimo pode depositar os mesmos R$100,00 no banco, que poderia emprestá-los novamente para outro indivíduo, repetindo o ciclo indefinidamente. Deste modo, a partir de R$100,00 o banco poderia conceder crédito ilimitado, até que o saque do indivíduo que depositou os primeiros R$100,00 ocorresse.

Para reduzir o efeito multiplicador de crédito e proteger a economia contra uma produção ilimitada de moeda escritural, o Conselho Monetário Nacional (CMN) define a política monetária e estipula, através do Banco Central, uma alíquota de depósito compulsório.

Deste modo, quando o banco capta recursos através de um depósito, ele é obrigado a depositar parcela do recurso captado junto ao Banco Central de modo a reduzir o montante de crédito disponível para concessão.

Digamos, para fins didáticos, que a alíquota de depósito compulsório para captação via caderneta de poupança seja 20%. Assim, no exemplo anterior, o banco poderia emprestar apenas R$80,00 dos R$100,00 captados.

Caso o tomador de crédito depositasse os R$80,00 reais no banco, a instituição financeira teria de depositar R$16,00 junto ao BC, reduzindo o montante de crédito disponível para concessão para R$64,00. A operação pode se repetir até que não exista mais crédito disponível.

Com este exemplo simplificado, podemos notar a importância do depósito compulsório para o mercado de crédito e para a estabilidade da economia. Após compreender tal conceito, podemos abordar a influência da decisão do Banco Central em reduzir a alíquota do compulsório sobre recursos a prazo de 33% para 31%.

A medida, que entra em vigor hoje (01), vai liberar R$16,1 bilhões no sistema financeiro, segundo o Banco Central. O montante representa cerca de 3,5% do total recolhido em depósitos compulsórios pelo BC. O volume total recolhido está, atualmente, no patamar de R$458,6 bilhões.

O estímulo ao crédito, através da liberação de recursos para os bancos, atrelado a taxa Selic, em manutenção nos menores patamares da história, é uma tentativa do governo em reaquecer a economia que, no primeiro trimestre, apresentou queda no PIB de 0,2%. A queda trimestral não ocorria desde 2016, quando, no quarto trimestre, o PIB encolheu 0,6%.

Deste modo, fica claro que a medida adotada pelo Banco Central, de reduzir a alíquota de depósito compulsório sobre recursos a prazo, tem por objetivo o estímulo ao reaquecimento econômico, numa tentativa de recuperar o crescimento do PIB.

5 amostras gratuitas para você conhecer a Suno!
Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

2 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Gesilene 2 de julho de 2019

    Tiago, o que você achou dessa medida?

    Responder
    • Suno Research 9 de agosto de 2019

      Acreditamos que seja uma medida válida que visa aquecer a economia, se vai surtir resultado só o tempo dirá.

      Responder
Leia Mais...
Outras Seções

Ações

193 artigos
Ações

FIIs

49 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Manual do Investidor

Tudo o que você precisa para dar os primeiros passos na Bolsa de Valores

Minicurso Gratuito

Invista
No Tesouro
Direto

Aprenda tudo o que você precisa sobre um dos investimentos mais populares e seguros do Brasil

Minicurso Gratuito

Contabilidade Para investidores

Os principais conceitos sobre contabilidade que todo investidor precisa saber!

Suno Black

Dias
Horas
Minutos
Segundos

Aproveite os últimos dias para se tornar Suno Black e ter acesso a todas as nossas assinaturas em 1 único plano!

Suno Black

tudo.

Dias
Horas
Minutos
Segundos

Aproveite os últimos dias para garantir a sua assinatura Suno Black e ter acesso a todo o conteúdo exclusivo Suno, com somente 1 assinatura!

%d blogueiros gostam disto: