Demonstração do Resultado Abrangente
Por: Tiago Reis

DRA: entenda o que é a Demonstração do Resultado Abrangente

Nem sempre é fácil entender qual é o real lucro de um empreendimento. Nesse sentido, uma das ferramentas a disposição do analista para encontrar esse valor é a Demonstração do Resultado Abrangente.

A Demonstração do Resultado Abrangente integra as demonstrações contábeis de uma empresa, com seus dados afetando o balanço patrimonial.

O que é a Demonstração do Resultado Abrangente (DRA)?

A Demonstração do Resultado Abrangente, também conhecida como DRA, tem como objetivo atualizar o que é patrimônio da empresa e o capital dos sócios, para que os investidores consigam fazer esta diferenciação ao analisar os dados do empreendimento.

Em 2009, esta prática foi regulamentada no Brasil e hoje a Demonstração do Resultado Abrangente é obrigatória.

Isto ocorreu com a publicação do Pronunciamento Técnico nº 26o pelo Comitê de Pronunciamento Contábil – CPC.

Assim, a DRA faz parte das Normas Internacionais de Contabilidade e é destinada aos usuários externos destes dados.

Ou seja, é feita para que os acionistas e investidores possam conhecer melhor a situação da empresa.

Contabilidade para Investidores

Como é feita a Demonstração do Resultado Abrangente?

A DRA é utilizada para a evidenciação das receitas, despesas e outras mutações que afetam o patrimônio líquido da empresa.

No entanto, o objetivo da demonstração de resultados é abordar os pontos que não são reconhecidos na Demonstração do Resultado do Exercício (DRE).

Isso porque a DRA é, em resumo, a soma do resultado líquido constante na DRE com os outros resultados abrangentes.

Porém, os eventos abordados na DRA não derivam de transações com os sócios.

Ou seja, o aumento ou devolução de capital, bem como a distribuição de lucro, ficam de fora desta declaração.

Lembrando que no Brasil a apresentação do resultado abrangente é feita separadamente à DRE. Daí a necessidade de entrega da DRA.

Porém, há a possibilidade de que a Demonstração do Resultado Abrangente seja apenas parte da Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL).

O que precisa constar na DRA?

Por serem voltadas a um público externo e não necessariamente com grandes conhecimentos em Contabilidade, estas informações precisam ser claras.

Isso para que o investidor consiga analisar a DRA.

Ainda é necessário que os dados sejam: relevantes, comprovados, neutros e tempestivos.

Por isso, toda DRA precisa conter os seguintes tópicos:

O resultado abrangente total inclui:

  • Ajuste de avaliação patrimonial;
  • Variações da reserva de reavaliação;
  • Ganhos e perdas atuariais em planos de pensão; e
  • Ganhos e perdas derivados da conversão de demonstrações de operações no exterior.

Em caso de reclassificação de itens presentes em outros resultados abrangentes, a empresa ainda precisará divulgar as mudanças em notas explicativas.

Valuation e precificação de ativos

Como utilizar a Demonstração do Resultado Abrangente?

O ideal para os investidores é comparar a evolução das DRAs para verificar tendências na sua posição patrimonial, financeira e no seu desempenho.

Isso a partir do resultado abrangente da empresa.

Assim será mais fácil descobrir se vale a pena ou não aplicar mais recursos ali, por meio de uma análise gerencial.

Para ajudar na compreensão destas informações, a Suno Research oferece um minicurso sobre Contabilidade para investidores.

Isso porque é fundamental aos investidores a compreensão da Demonstração do Resultado Abrangente.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

181 artigos
Ações

FIIs

48 artigos
FIIs

Minicurso Gratuito

Contabilidade Para investidores

Os principais conceitos sobre contabilidade que todo investidor precisa saber!