controladoria

Um dos setores fundamentais em qualquer empresa, a controladoria tem conquistado espaço dentro das organizações, como um diferencial competitivo.

Apesar de ter um setor específico, as atividades da controladoria envolvem toda a empresa.

O papel da controladoria é gerenciar a empresa, do ponto de vista contábil e administrativo. Isso inclui tanto a organização das ações, quanto o seu acompanhamento. Os dados obtidos com este monitoramento são importantes para auxiliar o empresário em seu processo de tomada de decisão.

Assim, a controladoria pode ajudar a empresa a melhorar a qualidade do seu serviço e otimizar seus gastos.

Em um primeiro momento, a controladoria vida estruturar e acompanhar as operações financeiras do negócio.

Fluxo de caixa, regime tributário, empréstimos bancários, aplicações e oferta de ações.

Entretanto, ela também se estende à contabilidade como um todo.

A partir das informações obtidas nestes departamentos, este profissional poderá auxiliar os empresários orientando-os sobre quais decisões são mais assertivas para o negócio.

A controladoria e o controller

controladoria

A controladoria pode ser dividida em duas vertentes: a Controladoria Administrativa e a Controladoria Contábil. Entretanto, ambas costumam ser coordenadas pela mesma pessoa.

O controlador, ou Controller, por sua vez, é o profissional responsável por acompanhar e coordenar os processos de gestão do negócio.

Este princípio vale tanto para a área financeira quanto na econômica.

Assim, ele precisa estar inteirado dos dados do empreendimento e do mercado no qual ele está inserido.

Com estas informações, o controller desenvolve relatórios gerenciais com os dados relevantes para os gestores do negócio.

A partir destes conhecimentos, o controller pode implementar mudanças estratégicas no negócio, com o aval do gestor.

Controladoria e compliance

controladoria

O controller deve conhecer o modelo de gestão do negócio a fundo, bem como suas dificuldades em potencial.
Isso porque a controladoria é o setor responsável por gerenciar os mecanismos criados para a administração da empresa.

Isso inclui a gestão de compliance, os controles internos, a gestão de riscos, a segurança da informação e o processo de auditoria interna.

Vale lembrar que cada empresa possui suas próprias estratégias de controle e os mecanismos que as auxiliam.
Alguns são comuns a todos, como os canais de denúncias, por exemplo.

Mas outros variarão de acordo com o grau de risco de cada empreendimento.

Logo, faz parte das atribuições do controller implantar estas medidas nas empresas que não a possuem, além de checar se o seu funcionamento, eficácia e aplicação.

Assim como em todo programa de compliance, a controladoria só será eficaz se atingir toda a empresa. Desde o mais alto escalão até o menor posto.

A importância da controladoria

Uma controladoria mal feita pode deixar sérios buracos na administração da empresa.

Isso porque este empreendimento ficará suscetível a problemas de corrupção ou mesmo a uma má administração.

Problemas estes que podem fazer com que o negócio perca dinheiro, bem como os seus investidores.

Logo, para quem deseja aplicar o seu dinheiro, é importante escolher ações de empreendimentos que não deem o devido valor a este segmento.

Afinal, a controladoria também promove uma maior segurança para o dinheiro dos investidores do negócio.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.