Acesso Rápido

    Contas patrimoniais: conheça quais são as mais importantes

    Contas patrimoniais: conheça quais são as mais importantes

    Cada detalhe é importante para a composição de um todo. Isso vale também para as contas patrimoniais de uma empresa.

    Várias das contas patrimoniais são conhecidas por investidores que estudam uma empresa antes de aplicar recursos nelas.

    O que são contas patrimoniais?

    As contas patrimoniais são as aquelas que contabilizam os ativos, correspondentes aos bens e direitos financeiros da empresa, e os passivos, representados pelas obrigações financeiras e patrimônio líquido da empresa.

    Porém, é importante conhecer o funcionamento de cada aspecto destas ferramentas, para saber de fato o quanto cada uma interfere no valor da empresa.

    E como cada uma está registrada no balanço patrimonial do empreendimento.

    Principais contas patrimoniais

    É preciso, antes de tudo, compreender que na Contabilidade a expressão “conta” não se refere, necessariamente, a um cálculo.

    Muitas vezes, é a nomenclatura dada a uma forma de registro de informações acerca da empresa.

    Por isso, estas contas patrimoniais são mais dados e informações do que fórmulas.

    As contas de patrimônio não são apenas “saldos positivos”. Assim como há ganhos registrados por estas ferramentas, as perdas também são computadas.

    Por isso, há uma série de tipos de transações computados pela contabilidade da empresa.

    Mas as principais contas patrimoniais são:

    • Contas de ativos;
    • Contas de passivos;
    • Patrimônio líquido.

    As contas de ativos cobre os bens e direitos do empreendimento.

    De modo geral, trata-se de produtos que gerem alguma expectativa de retorno ou segurança financeira.

    Nesta conta, é possível encontrar informações como caixa, duplicatas e títulos a receber.

    Já o passivo, formado pelas saídas de recursos, é composto pelas dívidas e obrigações deste empreendimento, como fornecedores, impostos e duplicatas a pagar.

    O patrimônio líquido, por sua vez, contém o recurso inicial aplicado pelos sócios da empresa (capital inicial), aportes posteriores e pelos lucros/prejuízos acumulados.

    Logo, quanto maior for o passivo, menor tende a ser o patrimônio líquido da companhia.

    E o oposto ocorre com os ativos deste negócio. Quanto maiores eles forem, mais robusto costuma ser o patrimônio líquido.

    Funções das contas patrimoniais

    Mas, afinal, por que é preciso conhecer estas contas sem ser um empreendedor?

    O balanço patrimonial de qualquer empresa é formado pelas contas patrimoniais.

    Muitas pessoas procuram ler os dados ali presentes para compreender como anda o crescimento e a valorização da marca na qual pretendem investir.

    Afinal, não costuma ser interessante aplicar recursos em uma empresa que não sabe administrá-los.

    Para quem já é investidor do negócio, o balanço se torna ainda mais interessante. Uma vez que os dados ali presentes são relevantes para a sua participação nos lucros.

    Porém, quem nunca teve contato com este tipo de dado pode ficar confuso ao se deparar com tantos números e informações.

    Para compreender melhor este tema, é possível participar de um minicurso sobre Contabilidade para investidores oferecido pela Suno Research.

    Nele, fica mais clara a função de cada uma daquelas informações e como filtrar o que é de fato relevante.

    Já quem nem tudo o que está ali é de fato relevante para este investidor especificamente.

    A questão é saber o que procurar.

    Assim, a importância de compreender os dados contidos nas contas patrimoniais ficará clara.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    2 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • ALINE DA SILVA REINHEIMER CAVALLIN 5 de junho de 2020

      é um conteúdo muito bem explicado,gostei muito!

      Responder
      • Suno Research 5 de junho de 2020

        Obrigado pelo feedback, Aline!

        Abraços

        Responder