Por: Tiago Reis

Como lucrarei com uma ação se eu não a vender?

Essa é sem dúvidas uma das perguntas mais frequentes que recebemos nas nossas redes sociais e que ainda gera muita confusão e dúvida na cabeça dos investidores, e por isso, dedicaremos o Suno Call de hoje para responder essa pergunta.

Afinal, é possível ganhar dinheiro com ações sem vender as ações? Ou seja, segurando os papéis, talvez “para sempre”, como o próprio Warren Buffett diz? Sim. É plenamente possível.

Apesar da venda de ações com lucro (o famoso “vender na alta”) ser uma das formas mais conhecidas e também propagadas do investidor ganhar dinheiro na Bolsa, ela não é a única forma do investidor lucrar com ações, e na verdade nem é a forma que mais damos ênfase na nossa estratégia.

Existem outras formas do investidor ganhar dinheiro com ações no longo prazo sem exatamente necessitar vender como, por exemplo, quando a empresa paga dividendos ou juros sobre capital próprio e o investidor recebe esses recursos em conta, que podem ser utilizados para comprar mais ações.

Dessa forma, através do hábito de reinvestir os dividendos, o investidor vai obtendo um número cada vez maior de ações daquela empresa, que naturalmente lhe proporcionará cada vez mais dividendos, até que chegue um ponto em que este investidor já recebeu mais de dividendos do que o valor que ele investiu naquela ação e, também, onde ele poderá utilizar aquela renda passiva para complementar sua renda ou eventualmente, lhe servir como sua principal fonte de renda e aposentadoria.

Além dos dividendos e juros sobre capital próprio, uma outra forma de ganho que o investidor que segura suas ações no longo prazo sem vendê-las, pode obter é através do aluguel de ações.

Nesta operação, que geralmente é procurada pelos tomadores para operações especulativas, o tomador paga uma taxa anual proporcional (pró-rata) ao tempo que ele permaneceu com as ações tomadas e, dessa forma, o doador (aquele que cedeu as ações para aluguel) recebe uma remuneração por ter “emprestado” suas ações.

Neste caso, para o investidor que não deseja vender seus papéis, alugar ações faz bastante sentido, já que o investidor consegue receber uma rentabilidade extra, que embora seja geralmente pequena, é capaz de trazer incremento de rentabilidade no longo prazo e potencializar o efeito dos juros compostos.

Há ainda outra forma do investidor ser remunerado com suas ações sem a necessidade de vendê-las, que é a venda de opções cobertas OTM “fora do dinheiro”.

Nessa operação o investidor vende opções a terceiros, basicamente vendendo os direitos de outros investidores comprarem suas ações posteriormente, porém, são chamadas de “fora do dinheiro” justamente por estarem a preços distantes, e que geralmente indicam que o investidor não terá de vender suas ações, recebendo então “gratuitamente” o prêmio da venda da opção.

Essa modalidade, no entanto, exige um conhecimento mais avançado e técnico de mercado, já que são operações mais complexas e podem envolver riscos.

Ademais, lançar fora do dinheiro normalmente garante um retorno bem baixo, e normalmente o investidor só consegue lucrar alguns centavos por cada ação que possui nessa operação, justamente pela probabilidade de exercício ser baixa.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

194 artigos
Ações

FIIs

49 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Manual do Investidor

Tudo o que você precisa para dar os primeiros passos na Bolsa de Valores

Suno Black

Dias
Horas
Minutos
Segundos

Aproveite os últimos dias para se tornar Suno Black e ter acesso a todas as nossas assinaturas em 1 único plano!

Suno Black

tudo.

Dias
Horas
Minutos
Segundos

Aproveite os últimos dias para garantir a sua assinatura Suno Black e ter acesso a todo o conteúdo exclusivo Suno, com somente 1 assinatura!