facebook_pixel
Poupar mais para investir

Existem dois tipos de investidores, aqueles que ganham mais do que gastam e assim conseguem investir o excedente, e aqueles que gastam menos do que ganham e investem as suas economias.

A grande maioria das pessoas começa sua trajetória nos investimentos como o segundo caso, cortando gastos desnecessários e passando por um longo processo de educação financeira para se tornar capaz de economizar parte da sua renda e investir essas economias.

Como mostramos em nosso artigo “O quanto você precisa para investir? “, você não precisa ganhar dezenas de milhares de reais para poder investir, separar um pouco da sua renda mensal, vamos dizer 10% e ir acumulando até ter o bastante para fazer um aporte que dilua as taxas de corretagem e emolumentos é algo que a grande maioria das pessoas pode fazer com algum esforço.

Porém, existem diversas armadilhas que passam despercebidas no dia a dia, mas que contribuem para que você tenha uma parcela cada vez menor dos seus ganhos disponíveis para serem investidos e nesse artigo vamos abordar algumas formas simples para que você seja capaz de economizar mais para poder investir, sem precisar fazer grandes sacrifícios.

Pare de investir somente o que sobra

Existe uma mudança de mentalidade pequenas, mas que quando feita corretamente pode permitir as pessoas investirem muito mais do que normalmente poderiam.

A grande maioria das pessoas quando pensa em poupar dinheiro costuma fazer isso guardando aquilo que sobra no final do mês, porém, uma forma muito mais objetiva e que vai te ajudar a criar o hábito de poupar e investir no longo prazo é separar o dinheiro para investir logo no começo.

Ou seja, ao invés de fazer todos os gastos do mês e depois guardar aquilo que sobrar, passe a já separar parte do seu salário ou rendimentos para investir logo no começo.



Tome cuidado ao comer fora de casa

Não estamos dizendo que você deveria parar de sair para se divertir e jantar fora, afinal, você provavelmente trabalha duro para conseguir o que ganha e deve sim poder usar uma parte disso para se divertir hoje.

Porém, reduzir o número de vezes em que come fora de casa, especialmente em situações de rotina (como almoçar no restaurante todos os dias no trabalho), pode ser uma excelente forma de poupar.

Uma refeição média varia de 15 a 30 reais na grande maioria das cidades do Brasil, são mais de 600 reais por mês dependendo da frequência em que você coma fora no trabalho.

Então, caso não tenha um vale refeição e precise pagar diretamente do seu salário liquido, vale a pena pensar em começar a levar uma marmita e economizar parte desse dinheiro para investir.

Evite as armadilhas do crédito

O crédito fácil obtido através do cartão de crédito ou empréstimos consignados é uma grande armadilha para o seu dinheiro.

Idealmente falando você deveria usar o crédito o mínimo possível, e quando usar, sempre pagar em dia para evitar as taxas de juros que podem passar de 400% ao ano.

Uma segunda armadilha escondida nas compras no crédito parcelados é a diluição do valor em parcelas menores que acabam se somando e transformando-se em grandes gastos mensais.

Ao comprar algo de 1000 reais em 10 vezes, você vai pagar 100 reais mensais, porém, faça o mesmo processo várias vezes e a soma das parcelas pagas todos os meses pode passar aqueles mil reais iniciais em alguns casos.

Como uma regra de ouro, sempre que for comprar algo no crédito se pergunte: sua vida ficaria muito pior sem aquilo?

Caso a resposta seja não, você deveria considerar a compra em outro momento, quando possa comprar a vista, ou talvez, simplesmente não comprar.

Evite “girar” muito sua carteira.

Quando você investe normalmente você precisa pagar taxas, corretagem, emolumentos, imposto de renda e por aí vai.

Quanto mais você “girar” sua carteira de investimentos, ou seja, quanto mais você fazer ações de compra e venda, maiores serão os impactos dessas taxas no seu capital.

Assim, todo investidor deveria evitar o giro excessivo da carteira, porém essa regra é ainda mais importante para pequenos investidores para os quais as taxas possuem um peso proporcional muito maior.

Mantenha a mentalidade de longo prazo

Uma das partes mais difíceis de se investir é cultivar a mentalidade de retorno a longo prazo.

Vivemos em uma sociedade que valoriza recompensas rápidas, e isso normalmente não acontece com investimentos.

Todos os grandes investidores do mundo investem com o pensamento de longo prazo, investir pensando em ganhos a curto prazo normalmente acaba sendo uma armadilha que te faz correr riscos desnecessários e dessa forma, perder capital.

Ao entender e aceitar que você está investindo para o longo prazo, você se torna capaz de reduzir a ansiedade e a tentação de girar sua carteira em operações de curto prazo excessivamente arriscadas, reduzindo gastos e riscos.

Conclusões

Infelizmente a grande maioria das pessoas não recebe lições de educação financeira mesmo que básica ao longo da vida, o que torna o processo de poupar e investir parte dos ganhos algo “fora do normal.“

Assim, é necessário um certo esforço inicial para conseguir fazer isso, especialmente quando consideramos que é preciso um certo tempo até vermos retornos expressivos.

Porém, com uma mudança de hábitos simples e paciência, praticamente qualquer pessoa é capaz de poupar e assim poder investir mais do que imaginava inicialmente.

A o X da questão está na criação do hábito de poupar e investir, após o esforço nos primeiros meses, ele acaba se tornando parte do seu cotidiano, potencializando seus resultados.


Clique aqui para conhecer nossos relatórios e entender mais sobre como podemos te ajudar a investir melhor!

Comentários
Tags:

©2017 SUNO RESEARCH | Investimentos inteligentes

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account