Acesso Rápido

    Cheque nominal: entenda o que é e seu funcionamento

    Cheque nominal: entenda o que é e seu funcionamento

    O que é cheque nominal?

    Cheque nominal é um instrumento financeiro que traz o nome do beneficiário do pagamento, ou seja, da pessoa que possui autorização para receber o dinheiro. Tal cheque pode ser depositado na conta do beneficiário em questão ou recebido na boca do caixa.

    O seu diferencial está no fato de que apenas a pessoa nomeada no documento pode fazer o saque ou o depósito em sua conta. Algo útil para evitar roubos e fraudes no cheque nominal.

    Para que outra pessoa consiga receber este cheque, é preciso que o nomeado nele insira em seu verso o nome do beneficiado, bem como o número do seu CPF, mesmo que seja após o preenchimento de cheque.

    Planilha de Controle de Gastos

    Não perca o controle das suas finanças! Baixe nossa planilha gratuita de controle de gastos e organize melhor toda a sua vida financeira!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Porém, esta exigência pode variar de banco para banco.

    Nem todo cheque precisa ter o nome do beneficiário assinalado no campo correspondente, como descobrimos quando aprendemos como preencher cheque.

    Entretanto, há um detalhe importante a atentar: todo cheque acima de R$ 100 precisa ser nominal. Com isso, a maioria dos cheques acaba levando o nome do beneficiário.

    Outros tipos de cheque

    Mas o cheque nominal não é o único tipo existente no mercado. Existem também os cheques:

    • Cheque cruzado;
    • Cheque administrativo;
    • Cheque ao portador;
    • Cheque pré-datado.

    Cheque cruzado

    Cruzar um cheque é fazer duas linhas na diagonal do canto superior esquerdo para fazer com que ele só possa ser depositado e não sacado. E se entre as linhas desenhadas ainda estiver escrito o nome de um banco, o depósito só poderá ser feito na instituição financeira ali assinalada.

    Quem não tem conta no banco em questão pode, então, sacar o valor do cheque cruzado.

    Na prática, é algo que dificulta a vida de quem o recebe e dá mais tempo para o pagador providenciar que o dinheiro esteja em conta para cobrir o débito a ser quitado.

    O Cheque Nominal Cruzado é uma forma de fazer o seu cheque ainda mais seguro. Além de informar quem está recebendo o dinheiro, você evita que o valor seja sacado. Com isso, o dinheiro só pode ser depositado na conta da pessoa que o nome consta no cheque.

    Cheque administrativo

    O cheque administrativo, por sua vez, é emitido diretamente pelo banco, que garante que há saldo na conta do usuário para cobri-lo. Trata-se de um documento mais seguro, visto que a dívida é fiada pelo banco.

    Por isso, não haverá cheque devolvido pelo motivo 11 (falta de fundo na conta).

    Cheque ao portador

    Cheque ao portador é aquele cujo nome do beneficiário não está explicitado. Assim, quem o tiver em mãos pode sacar o dinheiro. Não é uma prática das mais seguras, mas bastante recorrente no comércio, pelo hábito de trocar cheque.

    Cheque pre-datado

    O cheque pré-datado, por sua vez, traz no seu corpo a data em que o destinatário poderá sacá-lo, em vez daquela na qual ele foi preenchido, como de costume. A ideia é dar ao pagador mais tempo para obter o dinheiro necessário para o pagamento.

    Isso porque ainda é preciso considerar o prazo de compensação de cheque, que não é o mesmo de uma transferência, por exemplo.

    Foi possível saber mais sobre cheque nominal? Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.

    Gabriela Mosmann
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *