Por: Tiago Reis

CFO: um profissional de alta relevância para uma empresa

Todo diretor financeiro de uma empresa de grande porte, geralmente é chamado de CFO (vem do inglês, Chief Financial Officer). Esse termo é empregado para denominar o executivo sênior responsável pela gestão das finanças de uma empresa.

Dentre as principais funções de um CFO, podemos citar a gestão e o acompanhamento do fluxo de caixa e o planejamento financeiro, bem como acompanhar os pontos fortes e fracos da empresa quanto a sua gestão de recebíveis.

O cargo do CFO é semelhante a função de um tesoureiro, pois ele é responsável pela gestão das finanças e contabilidade, além disso, é ele quem garante que os relatórios da empresa estejam sempre completos e precisos.

CFO – Um cargo de elevada responsabilidade

Esse diretor de finanças, de modo geral, se reporta diretamente ao presidente executivo (CEO) de uma empresa, pois seu trabalho gera um impacto significativo nos resultados de uma companhia.

Fica a cargo desse executivo boa parte das decisões de investimento tomadas pela empresa, além de realizar cálculos para entender a melhor estrutura de capital para a organização que ele está gerindo.

Esse executivo um dos principais responsáveis pela atual condição financeira de uma companhia, pois ele deve decidir como investir o dinheiro da organização, sempre levando em consideração a rentabilidade esperada, o risco e a liquidez de um investimento.

Além disso, a gestão das receitas e dos custos envolve diretamente o trabalho desse executivo. Pois o objetivo de todo CFO é maximizar o faturamento com os menores custos e despesas possíveis.

Por exemplo, quando o departamento de marketing deseja lançar uma nova campanha, o diretor financeiro pode contribuir para garantir que a campanha seja viável ou a contribuir com os fundos da companhia.

Seguir a carreira de CFO não é uma tarefa fácil, pois exige do profissional muita experiência, raciocínio lógico e uma base educacional em contabilidade e finanças bastante aprofundada.

O papel de um CFO

Um diretor financeiro pode auxiliar o CEO de uma empresa na previsão dos fluxos de caixas futuros de um possível investimento, além disso, ele também pode emitir um aconselhamento profissional sobre análise do custo-benefício de se obter um financiamento por um determinado canal.

Por exemplo, um diretor financeiro de uma fabricante de automóveis deve ser capaz de identificar quais modelos de carros são mais rentáveis para a empresa, e tomar uma decisão baseada nos fatos averiguados, como por exemplo, decidir sobre a descontinuidade ou não dos modelos menos rentáveis para a companhia.

Dentro do mercado financeiro, a posição desse diretor geralmente é a terceira mais importante entre os executivos de uma empresa, pois as suas decisões podem impactar tanto positivamente quanto negativamente um negócio.

Por exemplo, o diretor financeiro é responsável por gerenciar as atividades fiscais de uma empresa, e fazer a com que essa companhia adote os princípios contábeis aceitos pelo mercado, além dos regulamentos impostos pela CVM.

Portanto, podemos dizer que o CFO é um parceiro estratégico muito importante para o CEO, pois desempenha um papel vital na influencia da estratégia adotada pela empresa. Além de ser ele o garantidor do cumprimento dos regulamentos contábeis exigidos pelas instituições reguladoras.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

202 artigos
Ações

FIIs

51 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Bufeett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!

Série Guia Suno

3 Livros pelo preço de 1

Aprenda tudo que você precisa saber para começar a investir com a série didática de livros Guia Suno