Acesso Rápido

    Carteira teórica: o que é e como elas são montadas

    Carteira teórica: o que é e como elas são montadas

    Os índices do mercado financeiro são vistos por muitos investidores como uma espécie de termômetro para determinado segmento ou classe de ativos. Porém, para interpretá-los corretamente é fundamental conhecer a carteira teórica por trás dos seus resultados.

    Todos os índices da bolsa de valores, como o IBOV (do ibovespa), possuem uma carteira teórica representativa na qual eles são baseados

    O que é uma carteira teórica?

    Uma carteira teórica é uma seleção de papéis formada com o objetivo de avaliar a performance de um classe de ativos no mercado financeiro.

    Como o nome já diz, a carteira teórica não é um portfólio de investimentos real, mas sim um portfólio representativo.

    Minicurso: Aprenda a Investir em Dividendos

    Inscreva-se no nosso minicurso online gratuito sobre investimento em dividendos mais acessado do Brasil e junte-se a mais de 10.000 Alunos!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    Logo, resumindo de forma prática o que é uma carteira teórica: é o grupo de ativos selecionados para a composição de um índice financeiro.

    É importante deixar claro que a ponderação dos ativos na carteira de investimento teórica costuma ser feita de forma quantitativa, não qualitativa.

    Exemplos de carteira teórica

    Depois que compreendido melhor o conceito de carteira teórica, vale a pena conhecer alguns exemplos das carteiras teóricas dos principais índices do mercado financeiro nacional.

    IBOV

    O IBOV, conhecido popularmente também como índice Bovespa, é um dos principais indicadores do mercado financeiro nacional.

    Basicamente, o grande objetivo desse índice é servir de termômetro para a bolsa de valores nacional.

    Ou seja, a carteira teórica do IBOV é composta de forma que o resultado alcançado seja semelhante a uma performance geral da bolsa de valores.

    Entre as empresas com maior peso dentro da carteira do IBOV, estão:

    Percebe-se, portanto, que as maiores empresas do Brasil são aquela que possuem maior peso (influência) sobre o resultado da carteira.

    SMLL

    Diferente do IBOV, que é um índice de perfil generalista, o SMLL foca apenas na performance das Small Caps, empresas com menor nível de capitalização da bolsa de valores.

    Por isso, a carteira teórica do SMLL é composta de forma que demonstre a performance média das small caps na bolsa de valores.

    De forma semelhante ao IBOV, quanto maior o valor de mercado e a liquidez da companhia, maior será o peso das suas ações na composição deste índice.

    Entre as principais empresas que compões a carteira do SMLL, estão:

    IBRX 100

    Além das duas carteiras citadas acima, é importante conhecer o que compõe a carteira teórica do IBRX, outro dos principais índices do mercado financeiro brasileiro.

    O IBRX é resultado de uma carteira teórica de ativos composta pelos 100 ativos de maior negociabilidade da bolsa de valores.

    Portanto, quanto maior a negociabilidade do ativo, que pode ser lida como volume de negociação, maior será o peso do ativo na carteira do IBRX.

    Entre as principais empresas que compõem o IBRX, estão:

    Esse artigo te ajudou a entender melhor o que é uma carteira teórica? Deixe dúvidas e comentários no espaço abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *