Candlestick capa

Um dos temas mais pedidos e mais comentados nas redes sociais, sobre formas de análise de ações através dos gráficos, ou análise técnica, é o “candlestick”.

Todavia, todos os investidores que iniciam na bolsa de valores  querem identificar melhor o movimento dos preços, são apresentados ao candlestick.

O candlestick foi apresentado ao mundo pela primeira vez por Munehisa Homma (Sakata – Japão) em meados do século XII, como ferramenta de análise de preços dos contratos futuros de arroz. Contudo, o intuito do modelo é enriquecer a análise gráfica através da demonstração do preço inicial, preço final, máxima e mínima do período.

Vela japonesa, candelabro, candlestick são algumas das formas de chamar essa ferramenta.

Candestick características

A princípio, há uma lenda nos livros que diz que quem utilizou essa técnica no passado fez mais de 100 operações de compra e venda vencedoras e consecutivas.

Entretando, Steven Nison, operador do mercado de ações da bolsa de Nova York, foi quem trouxe ao ocidente esta técnica, no início da década de 1980.

Portanto, a cada período de tempo, são representadas as 4 variações de preço através de 1 vela.

Por outro lado, os candles não precisam necessariamente serem utilizados para representar o período de um dia. Eles podem também representar outras periodicidades. As mais utilizadas são:

  • 1 minuto
  • 15 minutos
  • 60 minutos
  • 1 hora
  • 12 horas
  • 1 semana
  • 1 mês

A princípio, a única forma de representar o movimento dos preços dos ativos era através dos gráficos plotados ligando-se os pontos de fechamento diário.

Gráfico de linhas

Contudo, com o passar do tempo, estudos mostraram formas mais eficazes de se analisar a variação do preço de um ativo, no tempo.

Foi aí que surgiu a ideia do candlestick, onde o operador conta com 4 informações em uma única figura gráfica.

Análise gráfica

A análise se faz através da identificação de figuras candlestick formadas pelos candles. É utilizada também a tendência do mercado, bull market ou bear market, altista ou baixista, para validar a análise.

Tais figuras gráficas são úteis para antecipar futuros movimentos dos preços dos ativos. Além do mais, servem como sinalizadores de preços suportes e resistências.

Preço suporte se configura quando um ativo está em movimento de queda, e não consegue ultrapassar aquele determinado preço.

Por outro lado, resistência significa o inverso, quando o mercado está em tendência de alta e o ativo “para” em um determinado preço e não consegue rompê-lo.

Como interpretar o candlestick

Porém, o principal e mais importante objetivo, segundo os operadores de mercado, da análise utilizando-se candles, é a antecipação de reversões de tendência.

Segundo a técnica do candlestick, as mudanças no movimento dos preços das ações, commodities, moedas, etc., pode ser vista através da disposição dos candles de modo a formarem certos padrões de candlesticks já conhecidos.

A repetição de padrões faz com que a probabilidade de repetição de certo movimento dos preços seja elevada, e, com isso, atitudes podem ser tomadas para mitigar o risco de perdas no mercado especulativo.

Candlestick bandeira

Entretanto, os padrões mais conhecidos de figuras gráficas utilizando candles são:

  • OCO (Ombro-cabeça-ombro)
  • OCOI (Ombro-cabeça-ombro-invertido)
  • Bandeira de alta ou de baixa
  • Flâmula
  • Topo ou fundo triplo
  • Diamante
  • Ilha de reversão
  • Triângulo simétrico ou assimétrico
  • Cunha
  • Retângulo
  • Cup and Handle
  • Alargamento

Cada uma dessas figuras representa um ponto de atenção na análise gráfica de ativos.

Porém, esse é um universo vasto, com muito conteúdo disponível para quem quer aprender a operar e ser um “trader”.

Contudo, antes de se utilizar técnica de candlestick, deve-se ter consciência de que essa é uma prática que envolve muitos riscos.

A Suno Research não recomenda esse tipo de técnica de investimento, principalmente para quem é iniciante no mercado de capitais. Embora tal ferramenta seja vendida por muitos participantes do mercado como uma forma analítica de ganhar dinheiro na bolsa, ela não é.

Para não profissionais do mercado financeiro, o investimento recomendado é de longo prazo, com aportes consistentes para criar riqueza no futuro. A técnica do candlestick não se encaixa nesse perfil.

Compartilhe a sua opinião

Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.