cadeia de valor
Por: Tiago Reis

Cadeia de Valor: saiba como ela funciona e qual a sua importância

Toda empresa que almeje ser bem-sucedida precisa se destacar em meio aos concorrentes criando valor para os clientes. Um dos pilares para definir o valor de uma empresa ou marca é a utilização do modelo da Cadeia de Valor.

Cadeia de Valor tem como característica o foco no público-alvo da organização. Seus resultados refletem diretamente na lucratividade e na vantagem competitiva da empresa, e, portanto, no sucesso (ou não) de sua gestão.

O que é Cadeia de Valor?

Cadeia de Valor, em uma organização, é um processo que visa à criação de valor para os consumidores. Para isso, é estruturado um fluxograma de todas as atividades consideradas fundamentais de um negócio. Esse modelo ajuda a criar uma melhor organização e permite melhorar a eficácia da empresa.

O modelo de cadeia de valor comporta dois tipos de atividades principais:

  1. Atividades primárias: operações, logísticas interna e externa, vendas, marketing, pós-venda;
  2. Atividades de apoio: aquisição, infraestrutura criação de tecnologia, gestão de RH.

Tal modelo é de autoria de Michael Porter. Portanto, pode ser chamado também de Cadeia de Valor de Porter.

A importância da Cadeia de Valor

A importância da Cadeia de Valor está ligada ao fato de que permite atingir uma vantagem competitiva sustentável. Para isso, objetiva fornecer aos clientes o máximo valor pelo menor custo total.

Assim, através do modelo de Porter, as organizações podem:

  • Avaliar suas operações e os elos entre elas;
  • Estabelecer tanto lucros como custos. Entretanto, custos, aqui, representam qualquer gasto para adquirir ou fabricar produtos: mão de obra, matéria-prima, gastos com fabricação, depreciação de maquinário depreciado, manutenção etc.;
  • Determinar as fontes de valor.

Lembrando que custo é diferente de despesa no contexto empresarial. Estas representam gastos administrativos da organização, aqueles que mantêm em funcionamento, sem influir de forma direta na produção de itens para venda.

Por que criar valor é importante?

A importância da Cadeia de Valor em uma empresa é, em resumo, criar valor para o cliente. Criar valor, por sua vez, representa agregar valores, de quaisquer tipos, que favoreçam a situação econômica da empresa e sua competitividade no mercado.

Desta forma, pode-se dizer que a margem de lucro de uma empresa corresponde ao valor criado por ela.
Assim, a tendência é: empresa com mais valor, empresa com mais lucro. Logo, quanto mais elevado o valor entregue ao cliente, mais expressiva a vantagem competitiva.

Além disso, a Cadeia de Valor pode ser empregada em qualquer empresa. Além de priorizar a geração de valor para o cliente, permite a avaliação da lucratividade de todas as operações da organização.

A Suno pode ajudar você a saber tudo sobre mercado financeiro e fazer os melhores investimentos. Fale conosco, contamos com uma equipe altamente qualificada que prioriza o atendimento eficiente ao cliente. Baixe, gratuitamente, 5 amostras de nossos relatórios premium e conheça nosso trabalho.

Etapas da Cadeia de Valor

Cadeia de Valor

As etapas da Cadeia de Valor consistem em sistemas. Eles identificam como entradas se tornam saídas, as quais são comercializadas com os clientes.

Portanto, as etapas da Cadeia de Valor incluem:

  1. Recebimento de matérias-primas;
  2. Negociações com fornecedores;
  3. Agregação de valor às matérias-primas, visando a produzir produtos;
  4. Comercialização do produto final para os consumidores.

Vamos ver um exemplo de Cadeia de Valor em uma empresa. Na prática, temos as seguintes ações:

  • Averiguar as sub-atividades das atividades primárias, que são: atividades diretas, ou seja, que geram valor por si sós, indiretas, e que garantem qualidade;
  • Averiguar as sub-atividades  das atividades de apoio: analisar as sub-atividades que podem gerar valor nas atividades primárias;
  • Verificar elos entre as atividades de valor, para elevar a vantagem competitiva da cadeia;
  • Avaliar como aumentar o valor: observar elos e sub-atividades e pensar em como aumentar o valor oferecido aos consumidores.

Com isso, um exemplo de Cadeia de Valor vai sempre envolver atividades estratégicas de análise operacional, independentemente da modalidade do negócio.

 

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

205 artigos
Ações

FIIs

52 artigos
FIIs

eBook Gratuito

Manual do Investidor

Tudo o que você precisa para dar os primeiros passos na Bolsa de Valores