Acesso Rápido

    Business Intelligence: como funciona essa nova área

    Business Intelligence: como funciona essa nova área

    Business Intelligence é uma das técnicas para administração de empresas que mais tem crescido nos últimos tempos.

    Isso porque, com o desenvolvimento de novas tecnologias, diversos setores têm feito uso de Business Intelligence para traçar estratégias de negócios mais eficientes, para incrementar resultados como o lucro bruto de um negócio.

    O que é Business Intelligence?

    Business Intelligence (BI) é um trabalho de análise de dados focado nas necessidades e no seu tipo de atividade de um negócio. A ideia é otimizar processos e torná-los mais efetivos, gerando resultados mensuráveis. Em tradução livre, Business Intelligence significa inteligência de negócio ou inteligência empresarial.

    É preciso ter em mente que BI é um processo que precisa ser implantado nas empresas que pretendem fazer uso dele. Não se trata apenas de adquirir um software. Mas aderir a um conjunto de técnicas para alcançar um objetivo.

    Por ser um recurso relativamente novo, o BI é mais utilizado em grandes empresas. Porém, pode ser encontrado em companhias médias mais estruturadas.

    Para que serve Business Intelligence

    Uma forma de entender o que é BI, é ter em mente que as organizações já dispõe de um grande volume de dados, mas que precisam ser analisados para gerar informações úteis. O intuito é obter informações que auxiliem na tomada de uma decisão. Por exemplo, identificar causadores de um churn alto, para poder traçar um plano para reduzi-lo.

    A aplicação desta técnica não fica restrita ao ambiente contábil, por exemplo. Suas possibilidades são bem mais amplas. Tanto que hoje ela está sendo aplicada em diversas áreas, como marketing, Tecnologia da Informação (TI) e até no mercado financeiro.

    Quer aprender a analisar o preço de uma ação? Faça o curso online de valuation e precificação de ativos.

    Como funciona o Business Intelligence

    Em geral, as empresas que utilizam o BI têm uma equipe específica para isso. Os profissionais desse grupo fazem uso de ferramentas de análise de dados, as quais fazem cálculos e projeções usando as informações fornecidas.

    Assim, para que o BI seja bem executado no tocante à análise, é necessária a realização de uma boa coleta de dados, que seja estruturada e completa. Afinal, os dados que serão inseridos na ferramenta são a base deste trabalho. É fundamental que esta inserção seja organizada, pensando em como será possível recuperar estas informações posteriormente.

    Este processo é conhecido especificamente como Big Data ou Big Data Analytics. A partir da análise de dados, são gerados relatórios. Tais documentos serão comparados entre si, de forma que a informação se consolide de forma tangível.

    A partir deles, então, é gerada uma dashboard. Ou seja, uma planilha na qual os usuários visualizam os indicadores e suas métricas obtidos pelo BI. Esta informação será compartilhada com as demais pessoas da empresa, para que elas entendam os problemas encontrados.

    Isso é feito de forma simples e clara, para que todos consigam compreender o que foi apresentado. A partir de então é que ocorre o processo de tomada de decisão e ajuste de estratégia de ação nos setores afetados pela informação obtida.

    Ferramentas de BI

    Há uma série de ferramentas criadas para auxiliar os processos de Business Intelligence. Inclusive, com foco em KPI (Key Performance Indicator; conhecidos também como Indicadores-Chave de Desempenho). Muitas vezes, é preciso associar mais de uma opção para obter o resultado que se deseja. Os softwares mais comuns de BI no momento são:

    • Tableau;
    • Pentaho;
    • Google Data Studio;
    • QlikView;
    • BIRT;
    • Jaspersoft;
    • Power BI;
    • Microsoft Power BI.

    É possível encontrar no mercado diversas outras opções de ferramentas de BI. Porém, o conceito prega que o ideal é que o usuário entenda previamente os números, e não que o software os traga prontos e analisados. Dessa forma, aplicar raciocínio sobre as informações disponíveis é um componente fundamental neste processo.

    Conseguiu entender mais sobre Business Intelligence? Se ficaram dúvidas, escreva-as nos comentários abaixo.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *