bolsa em alta

Você sabe o que quer dizer o termo bolsa em alta?

A bolsa em alta é algo comemorado por alguns e lamentado por outros. Ao longo do artigo você irá descobrir o porquê disto.

Bolsa em alta é o termo utilizado para designar quando o índice de ações Ibovespa, o índice mais popular de ações do Brasil, apresenta um fechamento maior em relação ao seu fechamento anterior.

O termo bolsa em alta também é comumente utilizado para períodos mais longos. Como por exemplo, para anos. Um exemplo real disto é o ciclo de alta da bolsa de valores brasileira desde 2016.

Bolsa em alta é bom?

Bolsa em alta é bom?

Fonte: Economatica

Muitas pessoas se perguntam se a bolsa em alta é bom.

Se você perguntar isto para vários agentes do mercado, é provável que você receba diferentes respostas.

Resumindo, uma alta da bolsa tem um lado bom e um lado ruim. Isto depende da ótica de quem interpreta o fato.

Parece confuso?

Será explicado agora porque uma alta da bolsa pode ser interpretada tanto como algo bom como algo, de certa forma, ruim.

O lado bom da alta da bolsa

O lado bom da alta da bolsa é o mais óbvio e intuitivo de se enxergar.

Quando os ativos sobem é criada riqueza para as pessoas.

Imagine, por exemplo, que uma pessoa detém mil ações de uma empresa no valor de R$ 10 cada.

Ou seja, esta pessoa possui, um total de R$ 10 mil em ações.

Suponha, então, que a bolsa de valores subiu 50% em um ano.

Isto significa que esta pessoa agora tem R$ 15 mil.

Portanto, foi criado riqueza para esta pessoa.

Este dinheiro a mais que passa a existir na economia pode ser utilizado para diversas fatores. Tais como o consumo ou para financiar mais investimentos.

Esses fatores levam a cada vez mais criação de riqueza, e assim, um ciclo de alta na bolsa pode favorecer um bom momento econômico no geral.

Nos Estados Unidos, por exemplo, onde mais da metade da população investe na bolsa, uma alta do mercado possui um imenso impacto na economia.

Tanto é que os responsáveis pela política monetária nos EUA monitoram o mercado de ações para balizar as suas decisões.

No Brasil, infelizmente, menos de 1% da população investe em ações. No entanto, uma alta prolongada e sustentável no mercado, ainda assim, pode trazer benefícios à economia.

Isto é o que leva muitas pessoas a afirmar que a bolsa em alta é bom.

O lado ruim da alta da bolsa

O lado ruim da alta da bolsa é um pouco mais complexo de ser entendido.

Você deve partir da ideia de que o potencial de valorização de uma ação é tão maior quanto mais barata esta ação for comprada.

Por exemplo, suponha que um investidor estime que o valor justo de uma ação é de R$ 10. E que esta ação é negociada no mercado por R$ 2.

Isto significa que a ação tem o potencial de multiplicar por 5 vezes o seu valor.

Agora suponha que esta ação suba até R$ 5. Agora a ação só tem o potencial de dobrar de valor. Suponha, mais ainda, que a ação chegue a R$ 9. Agora, o papel só tem potencial de valorizar um pouco mais de 10%.

Percebe que, quanto mais o ativo sobe, menor se torna o seu potencial de valorização?

É por isso que alguns investidores afirmam não gostar de grandes ciclos de alta na bolsa. Principalmente aqueles investidores especializados em comprar ativos em momentos de crise. Afinal, são nesses momentos que os retornos se tornam maiores.

Por isso, embora a bolsa em alta seja algo bom, é preciso ficar atento para grandes ciclos de alta. Caso contrário, o investidor pode comprar ativos com baixo potencial de valorização.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.