AnalisesBolsaConhecimento

Bolsa é Cassino?

By 3 de maio de 2017 No Comments

Existe um mito que se espalha, sobretudo entre os indivíduos que não investem em ações, de que a Bolsa é um Cassino.

A figura do Cassino ou do jogo esta ligada a sorte.

Para aqueles que acreditam que a Bolsa é um cassino, o sucesso no mercado de capitais só será alcançado por aqueles que tiverem sorte ou trapacearem para ganhar da banca.

Mas enfim, bolsa é um Cassino?

Sim e não. Depende de como você vai se comportar na bolsa.

Sim, Bolsa é um Cassino

Seus resultados podem depender da sorte, se você se colocar nesta posição.

Existe uma série de instituições que tem conflitos de interesse e que podem prejudicar o investidor. Estas empresas estimulam no investidor um comportamento de cassino para que estas empresas elas possam lucrar mais.

O que são conflitos de interesse? São situações em que o ganho de uma empresa depende do prejuízo do cliente.

Então, existe o Banco que oferece fundos com taxas de administração caras, a Corretora que estimula o giro da carteira e a Consultoria que promete ganhos irreais para vender curso.

Todas essas instituições estimulam o comportamento de Cassino e lucram com a desinformação do indivíduo.

E é muito difícil o indivíduo, sobretudo o iniciante, não ser vitima. Ele não sabe em quem confiar.

Além disso, existem estudos que demonstram que o corpo humano produz Dopamina em atividades relacionados a apostas. A Dopamina gera prazer, inclusive várias drogas viciantes aumentam a sua produção, o que torna a atividade de trade viciante para muitos, mesmo que não seja lucrativa.

Se você está investindo e está se divertindo, tome cuidado: possivelmente você esta apostando dentro do Cassino que criaram na Bolsa de Valores.

E no cassino quem ganha é casa: “The house always wins”. Não é à toa que a Bolsa é extremamente lucrativa e suas ações negociam próximas das máximas históricas.

Não, a Bolsa não é um Cassino

Se você investir em empresas com a abordagem da parceria, sendo um verdadeiro sócio daquele empreendimento, a bolsa não será um cassino.

Luiz Barsi, é um investidor de longo prazo, que conseguiu prosperar justamente com essa abordagem de parceria. Neste vídeo ele explica os motivos pelos quais ele não faz um giro da carteira:

Afirmar que a bolsa não é um cassino, não nos impede de reconhecer que existam riscos envolvidos.

Quem investe na bolsa corre riscos, assim como quem faz qualquer investimento.

Quem investe em imóveis corre risco. Quem investe em startups corre riscos. Quem investe em Bitcoins corre risco.

Mas no longo prazo, o risco do seu investimento esta atrelado ao sucesso e fracasso da empresa investida. A bolsa é apenas o veiculo para se tornar sócio de empresas de grande porte, que são listadas em bolsa.

Afirmar que a bolsa não é um cassino também não nos impede de reconhecer que no curto prazo uma ação possa cair ou subir aleatoriamente.

No mercado ninguém sabe como uma ação vai se comportar no curto prazo. Os investidores de sucesso são aqueles com uma abordagem de longo prazo, pessoas como Warren Buffett, Charlie Munger e Luiz Barsi.

Promessas de retornos rápidos. 

O retorno rápido seduz. Da loteria a nova pirâmide, o que não falta são pessoas dispostas a perder dinheiro apostando em promessas de dinheiro fácil.

Como dizem na internet: “o único dinheiro fácil é vender promessas de dinheiro fácil”.

Se você analisar os maiores investidores do mundo verá que são senhores de cabelos brancos: Warren Buffett, Charlie Munger, George Soros, Luiz Barsi.

Enriquecer com investimentos leva tempo. Tome cuidado se te disserem o contrário. Se os grandes investidores chegaram neste patamar depois de décadas, por que você acha que com você vai ser diferente?

Não existe dinheiro fácil. Quem diz que existe está tentando te enganar.

 

Não seja ingênuo: existe alguém do outro lado da negociação. Esta pessoa quer ganhar assim como você, e possivelmente esta pessoa tem mais preparo.

O problema da promessa do retorno rápido, é que ela geralmente esta associada a práticas extremamente arriscadas, que fazem com que o investidor vá para o “tudo ou nada” e quase sempre termine com o nada.

Geralmente, os que prometem retorno rápido estimulam o daytrading, a negociação frenética em bolsa e o uso de derivativos.

A promessa de ganhos extraordinários é tentadora, mas irreal. Não se engane.

Nos Estados Unidos, a Comissão de Valor Mobiliários americana (a SEC) é ativa e rigorosa em alertar os investidores individuais quanto as promessas de ganhos rápidos.

Aviso SEX

Parece muito bom para ser verdade? Provavelmente é.

Existem diversas empresas que propagandeiam ganhos fáceis na internet. Investidores novatos frequentemente são vitimas desta propaganda e tem suas expectativas de ganhos frustradas.

Estas vitimas são aquelas que em seguida irão falar que a Bolsa é Cassino, perpetuando o mito de que Bolsa é Cassino.

Isso justifica que, mesmo que com o crescimento de algumas empresas do setor de investimentos nos últimos anos, o número de investidores praticamente não cresceu nos últimos dez anos. Estas empresas não tem o interesse do investidor em primeiro lugar. Lucram prejudicando o investidor.

Conclusão

Bolsa é Cassino? Sim, se você confiar nos profissionais errados.

Tome cuidado com quem te aconselha. Os agentes envolvidos (bancos, corretoras, “consultorias”) tem incentivos de lucro que não necessariamente estão alinhados com o seu como investidor.

A bolsa só um cassino, se você deixar que te controlem. A Bolsa não será um Cassino se você tiver no controle da situação e com conhecimento de investimentos.

Portanto, quando alguém for mexer com o seu dinheiro, se pergunte “como essa pessoa vai ganhar dinheiro?” É bem possível que este indivíduo ganhe dinheiro te colocando em uma posição de possíveis perdas, bem como o cassino bota os jogadores em posição de possíveis perdas.

Bolsa é Cassino? Não, se você for aconselhado pelos profissionais certos.

Desta forma, é muito importante você ter prudência e saber aonde pisa. O mercado de capitais é um campo minado, com todos querendo tirar dinheiro do seu bolso e transferir para o deles.


Conheça os relatórios Premium da Suno Research e descubra como podemos te ajudar a investir melhor

Compartilhe a sua opinião

Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.