BolsaConhecimento

Bolsa de Valores: Descubra o que é e os 3 passos para investir

By 5 de outubro de 2017 No Comments
bolsa de valores

Muitas pessoas, principalmente as que estão iniciando nos investimentos, normalmente apresentam algumas dúvidas em relação ao mercado financeiro. A bolsa de valores, frequentemente, está presente dentro deste pacote de indagações.

É comum irresolução perante os iniciantes. Porém, para que o sucesso nos seus investimentos se faça da maneira mais natural e orgânica possível ao longo do tempo, é necessário conhecer alternativas de investimento. Portanto, a bolsa de valores precisa ser, o quanto antes, um conceito bem esclarecido em suas convicções.

Definição de Bolsa de Valores

b3 bolsaA B3 – Brasil, Bolsa Balcão – é o ambiente onde são negociados títulos de valores mobiliários no Brasil.

Entre estes títulos estão incluídas as ações, que são pequenos “pedaços” das empresas de capital aberto.

Os Fundos Imobiliários, que são pequenos “pedaços” de investimentos atrelados ao mercado imobiliário.

E também as opções, que são contratos de compra e venda de ativos acordados para uma data futura.

Existem ainda outros ativos que também são negociados no mercado de balcão da Bovespa, tais quais:

  • Commodities
  • Moedas
  • Renda fixa privada e pública
  • Títulos financeiros do agronegócio

Dessa forma, a Bovespa é o mercado onde são transacionados os títulos que possuem valores financeiros.

Estes títulos, por sua vez, costumam alternar de preços conforme a dinâmica da lei da oferta e da procura. 

A bolsa, no Brasil, passou por uma grande transformação até se tornar a B3. Incluindo grandes fusões e aquisições.

Em 2017, a BM&FBOVESPA SA – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, uniu as suas atividades com as desenvolvidas pela Cetip.

Desta forma, a empresa passou a operar sob o nome de B3.

Atualmente, a empresa é a única bolsa de valores, mercadorias e futuros em operação no Brasil.

Além disso, é a maior depositária de títulos de renda fixa da América Latina e maior câmara de ativos privados do País.

Como investir na Bolsa de Valores em 3 passos

bolsa de valores passos
Vamos descrever aqui os 3 passos básicos que todo investir deve realizar para investir na bolsa.

Abra uma conta em uma corretora

Antes de mais nada, para uma pessoa que tenha interesse em aplicar o seu capital num ativo financeiro através da bolsa de valores, é necessário que esse indivíduo, primeiramente, invista tempo para pesquisar sobre uma corretora.

A corretora é a instituição intermediária que faz o e elo de ligação entre as partes vendedora e compradora.

Existem várias corretoras disponíveis, busque a que melhor atenda a suas necessidades e, após isto, abra uma conta na mesma.

Normalmente as corretoras são regularizadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A CVM é a autarquia que tem, por obrigação, fiscalizar e regularizar o mercado de valores mobiliários.

Por meio da CVM, todas as transações feitas na Bovespa são registradas e seguramente garantidas.

Estude os ativos

Ao investir na bolsa de valores você estará confiando o seu dinheiro em determinado ativo.

Portanto, é crucial que você estude e tenha o conhecimento necessário para investir. Caso o contrário, você pode acabar tendo surpresas negativas.

Ao comprar uma ação, por exemplo, o investidor torna-se sócio de uma empresa. Você se tornaria sócio de algum empreendimento sem o devido conhecimento da operação?

Obviamente que não!

Logo, é crucial que você possua o conhecimento das empresas que você investe. Além de se familiarizar com os investimentos em bolsa de valores no geral.

Ainda na bolsa de valores, é possível negociar títulos de dívida privada. Aqui o estudo também se faz extremamente necessário.

Embora ao comprar um título de dívida você não se torne sócio de um empreendimento, mas sim um credor da empresa, podemos aplicar aqui o mesmo raciocínio aplicado para o investimento em ações.

Você emprestaria dinheiro sem o devido conhecimento da capacidade do devedor de honrar com sua dívida?

A resposta, claramente, será negativa. Desta forma, é crucial que, para tornar-se credor, o investidor estude a condição financeira da companhia.

Além de ser importante conhecer os tipos de títulos disponíveis de renda fixa.

Existem diversos tipos de títulos de renda fixa transacionados em bolsa, tais como:

  • Debêntures
  • CRA
  • CRI
  • Letra Financeira

Acompanhe os seus investimentos

Após abrir a conta em uma corretora e estudar os ativos disponíveis, o investidor estará apto para investir.

Desta forma, ele pode realizar a sua primeira compra de ativo na bolsa de valores. No entanto, após a compra o processo de investimento apenas se inicia.

A partir deste momento, é necessário um grande e completo acompanhamento dos seus ativos.

Para o investimento em ações, por exemplo, é muito importante que o investidor acompanhe os resultados da empresa.

Assim, o investidor saberá se a sua empresa está tendo lucro ou prejuízo. Também se o seu investimento está correndo como o esperado ou é hora de reavaliar a sua decisão.

Ao investir, muitas variáveis podem afetar o resultado final. Portanto, o investidor deve se dedicar a acompanhar detalhadamente a sua empresa.

Além disto, o investidor deve-se sempre se atentar à possibilidade de novas oportunidades no mercado.

O mercado financeiro brasileiro é muito volátil, por isto, boas oportunidades costumam surgir de tempos em tempos.

Já para o investidor de títulos privados, também é importante analisar os balanços e resultados da empresa.

Desta forma, o investidor acompanhará se a empresa segue capaz de honrar com sua dívida, e se seu investimento está seguro.

Investindo no mercado financeiro através de ações

bolsa de valores ativos
Ao se falar em bolsa de valores, o primeiro ativo que vem na cabeça da maioria das pessoas é o investimento em ação.

A ação é o investimento mais comum quando se trata de bolsa. Mas, afinal, o que é uma ação?

Neste vídeo, o sócio fundador da Suno Research, Tiago Reis, explica o que é uma ação:

Transcrição do vídeo:

O que são ações? Ações representam o mínimo capital necessário para você se tornar sócio de um empreendimento.

O acionista, portanto, ele é um dono, ainda que possa ser minoritário, de um investimento de renda variável.

Quando falando das ações negociadas em bolsa é comum existirem vários tipos de ações, como as ações ordinárias, preferencias e units.

As ações ordinárias são aquelas que dão poder de voto ao acionista, as ações preferencias, por outro lado, elas não dão voto, mas dão a preferência na distribuição de dividendos. E as ações units nada mais são do que um pacote que reúne tanto as ações ordinárias, quanto ações preferencias.

As ações podem ser negociadas em bolsa, caso a empresa seja uma empresa de capital aberto. Para negociar basta você abrir uma conta em uma corretora, e negociar através do Home Broker ou ligando para sua corretora.

É muito simples, basta você colocar o código em tela, por exemplo, Petrobras, PETR4, e botar uma ordem de compra.

Uma das principais vantagens do investimento em ações é que as ações tende a performar, ao longo do tempo, melhor que os outros investimentos, existem diversos estudos que demonstram isso.

Uma das desvantagens do investimento em ações é que ações são renda variável, ou seja, podem oscilar tanto para cima quanto para baixo.

É comum que, mesmo empresas boas, tenham queda de até 50% do seu valor em tempos de crise.

Comprar e vender ações

bolsa de valores

Após a devida abertura de conta em uma corretora regularizada pela CVM, o investidor já está apto para investir.

Através da corretora, o investidor pode aplicar seus recursos no ativo que se enquadre melhor a suas expectativas.

No século passado, principalmente antes da popularização da internet, as transações eram restritas ao ambiente físico da bolsa de valores.

No meio daquela atmosfera, a gritaria e a desorganização era constantemente presente entre os corretores à procura de compradores e vendedores dos ativos de interesse de seus clientes.

Hoje em dia, através da comodidade de casa, é possível se fazer transações mobiliárias por meio do Home Broker.

O Home Broker é um software que as corretoras disponibilizam a seus clientes para que possam realizar suas operações através da internet.

É necessário, entretanto, que o investidor se atente ao horário do pregão.

Existe um período definido em que a bolsa de valores fica “aberta” para se realizar as operações de compra e venda.

horário do pregão da bolsa

Ao se solicitar uma operação de compra e/ou venda fora do horário do pregão, a mesma só será realizada após a próxima abertura da bolsa.

Esta operação será feita no dia útil seguinte, no horário normal de abertura, conforme a tabela acima.

Mercado financeiro primário

ipos bolsa de valores
Ao realizar uma operação no mercado primário, o investidor estará adquirindo ações diretamente da empresa, e não de outro investidor.

As operações de mercado primário são características de IPO, que costumam conter, ao menos uma parcela, de oferta primária.

Suponha que uma empresa, ainda não listada em bolsa, demonstra o interesse em emitir ações e tornar-se uma empresa aberta.

A empresa realizará, portanto, um IPO. Do inglês, “initial public offering”. Ou em português, oferta pública inicial.

Caso você tenha interesse em comprar ações da companhia, você pode realizar uma reserva de ações neste IPO.

Assim, você se tornará acionista da empresa na própria “estreia” dela como companhia aberta.

A este tipo de operação dá se o nome de operação no mercado primário. Pois, os títulos não estão sendo negociados entre investidores.

Mercado financeiro secundário

bolsa de valores secundário
O mercado secundário, diferentemente do primário, ocorre quando a negociação se dá entre investidores.

Dando prosseguimento ao exemplo inicial, suponha que um ano após tornar-se sócio da empresa no IPO, você resolva vender suas ações.

Os resultados da empresa tem sido aquém de suas expectativas, portanto, você opta por deixar o quadro de acionistas da empresa.

Para isso, você deverá vender suas ações no mercado secundário. O mercado secundário é onde os investidores realizam compra e vendas de ativos entre eles mesmos.

Ao você vender a sua ação, do outro lado do Home Broker, estará um comprador.

Este comprador deposita esperança de que aquela empresa será um bom negócio. Enquanto você, tem a posição contrária.

Desta forma, a negociação no mercado secundário é sacramentada, tudo isto através da internet, pelo Home Broker da corretora.

O mercado secundário tem um papel crucial para os investidores. É através dele que os negócios adquirem liquidez.

A liquidez é a facilidade com a qual os investidores podem negociar – comprando ou vendendo – os seus ativos.

O mercado secundário, torna possível que um investidor venda ações de uma empresa a qual ele não tem mais interesse em permanecer como sócio.

Assim como, permite que o investidor torne-se sócio de uma empresa que já possui capital aberto.

Além disto, o mercado secundário da a segurança de que o investidor, caso necessário, poderá tornar o seu ativo financeiro em moeda corrente.

Índices da Bolsa de Valores

índice BovespaA bolsa de valores possui vários índices. O objetivo destes índices é medir, de forma agregada, o movimento dos ativos.

Isto é, os índices medem o quanto a bolsa caiu ou subiu em um determinado período.

Você provavelmente já verificou, seja na TV, na rádio, ou no jornal, a frase de que a bolsa caiu ou subiu uma determinada porcentagem no dia.

Quando é divulgada a oscilação da bolsa de valores, é se tratado do índice Bovespa, também chamado de ibovespa.

O ibovespa considera as empresas de maior liquidez, isto é, com mais negócios no mercado secundário, e também o valor de mercado das empresas.

O índice, então, pondera as empresas de acordo com sua relevância nestes dois critérios, e assim, compõe uma carteira teórica, chamada de carteira de mercado.

O ibovespa é, portanto, o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de maior negociabilidade e representatividade do mercado de ações brasileiro.

Com isso, ele apresenta uma boa noção de como o mercado, como um todo, está se movimentando.

Embora seja o mais utilizado, o ibovespa é apenas um dos vários índices da bolsa. Existem vários outros, como:

  1. IDIV: O objetivo do IDIV é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos que se destacaram em termos de remuneração dos investidores, sob a forma de dividendos e juros sobre o capital próprio.
  2. SMLL: O objetivo do SMLL é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de uma carteira composta pelas empresas de menor capitalização.
  3. IBRX 100: O objetivo do IBrX 100 é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos 100 ativos de maior negociabilidade e representatividade do mercado de ações brasileiro. Há também o IBRX50, com a mesma filosofia da IBRX100, porém, considerando apenas 50 ativos.

Grandes fortunas do mercado financeiro

buffett bolsa de valoresA bolsa construiu grandes fortunas ao longo de sua existência. No Brasil, infelizmente, a cultura de investir em bolsa de valores ainda é muito pouco divulgada.

No entanto, em outros países, como os EUA, parcela relevante da população investe em ações, seja diretamente ou seja através de fundos de investimento.

O conhecimento sobre a bolsa é muito importante para as pessoas, tal que, entre os investidores mais ricos do mundo, todos eles são investidores de renda variável.

Uma das grandes fortunas da bolsa é a de Warren Buffett, o maior investidor de todos os tempos. No infográfico acima, é possível observar como ele construiu riqueza com seus investimentos ao longo do tempo.

Porém, não pense que é só fora do Brasil onde grandes fortunas podem ser construídas se investindo em renda variável. Também temos casos emblemáticos de enriquecimento no Brasil.

Um grande exemplo disto é Luiz Barsi. Luiz Barsi é um filho de imigrantes de origem humilde que passou a investir na bolsa de valores.

Com objetivos similares ao de muitos que começam a investir, o de montar uma carteira previdenciária para complementar a aposentadoria, Barsi tive imenso sucesso e ganhou muita notoriedade.

Através de sua estratégia de investir em empresas que paguem dividendos, Barsi é hoje um dos maiores investidores do Brasil.

Um outro exemplo de como é possível construir patrimônio na bolsa de valores vem por parte de Willian Wohlers, o rei dos ovos.

Willian é um ex-feirante que atingiu sua independência financeira através do mercado financeiro.

Trabalhando muito e investindo suas economias em ações, após conselhos do Luiz Barsi, para quem Willian vendia ovos, décadas atrás, Willian atigiu a sua independência financeira.

Estratégias para investir em ações

bolsa de valores financeiros
Existem várias estratégias para se investir em bolsa, algumas mais recomendadas, outras menos. Vamos aqui descrever algumas das estratégias mais comuns para se investir:

  • Day-trade: Esta é uma modalidade na qual o investidor compra e vende ativos no mesmo dia. Por exemplo, você compra ações da Petrobras em um determinado dia e vende naquele mesmo dia antes do fim do pregão. É uma estratégia muito utilizada por especuladores, e não recomendamos este tipo de investimento para o investidor de longo prazo.
  • Value Investing: Modalidade de investimento adotada por Warren Buffett e Luiz Barsi. Esta estratégia consiste em se tornar sócio de empresas de grande valor, pagando menos do que elas de fato valem. Consiste em comprar “uma nota de um dólar por 5o centavos”.
  • Deep Value investing: Esta é uma variacão da estratégia do value investing. Consiste em comprar empresas que estejam sendo negociadas abaixo do seu valor de liquidação. É uma estratégia recomendada para investidores mais experientes, pois estas empresas, geralmente,  estarão em situação bastante delicada financeiramente.
  • High Quality: Consiste em comprar empresas de altíssima qualidade, tipicamente as líderes do seu segmento. Por exemplo, um investimento em Ambev pode ser considerado um investimento High Quality.
  • Buy and Hold: Esta estratégia vem do inglês, “comprar e segurar”. Se refere aos investidores que compram ações com o intuito de mantê-las durante muitíssimo tempo. Tipicamente, os adeptos desta filosofia são também adeptos do high quality.

Mitos sobra as ações

bolsa de valores mitos
O mercado financeiro ainda é um ambiente pouquíssimo conhecido para os brasileiros. Infelizmente, o Brasil ainda é muito atrasado no quesito da educação financeira.

Este é um dos motivos que faz com que o brasileiro comum tenha muitas dívidas e dificuldade em poupar dinheiro.

Justamente por esta falta de educação financeira, são criados alguns mitos no que diz respeito à bolsa de valores. Vamos tratar aqui de esclarecer estes pontos.

A bolsa de valores é um cassino

A bolsa não é um cassino.

Porém, o que acontece é que muitas pessoas optam pela maneira errada de investir, em busca do lucro fácil e rápido. Com isso, os resultados acabam não sendo os melhores.

Propaga-se, então, o mito de que a bolsa de valores é um cassino, onde os investidores estão jogando a sua sorte.

Porém, na realidade, a bolsa é um local de muito estudo e análises.

E ao fim, o resultado depende de quão boa foi a análise e os critérios do investidor para escolher os seus investimentos, além de sua capacidade de se manter fiel às suas análises.

Sobre este tema, inclusive, Luiz Barsi possui uma posição clara que passou aos investidores em suas cartas publicadas pela Suno:

“O mercado acionário é um cassino? Sim, se você não estiver preparado.

Diversas instituições incentivam comportamento que são compatíveis com práticas de cassinos.

De corretoras que incentivam o giro da carteira (pois faturam corretagem) a consultorias que prometem lucros rápidos.

Se o investidor adota essas práticas provavelmente irá perder dinheiro e falará aos amigos que a bolsa é um cassino.

O boca a boca perpetua o mito que a bolsa é um cassino.Bolsa não é cassino.Mas você precisa ter conhecimento e preparo para não cometer erros básicos.

Alguns desses erros são, inclusive, incentivados por algumas instituições que deveriam defender o investidor.

Um dia um rapaz que era médico me perguntou: “Como eu faço para investir?” Eu respondi “Você consegue me passar em 15 minutos todo o conhecimento que você adquiriu ao longo da sua carreira de médico?”Ele respondeu que não seria possível.

O mesmo se aplica a investir em ações. Não é possível em apenas 15 minutos aprender em conhecimento necessário para ser bem sucedido ao investir em ações.”

A bolsa de valores é um local só para ricos

Este é mais um dos grandes mitos propagados sobre a bolsa. Ele, inclusive, é facilmente derrubado usando fatos reais.

Por exemplo, Luiz Barsi não era rico quando iniciou na bolsa, muito pelo contrário. Porém, utilizando o mercado financeiro, ele conseguiu se tornar um dos maiores investidores do país!

Assim como Willian Whollers, um ex-feirante que construiu um patrimônio significante na bolsa, ao ponto de atingir a sua independência financeira.

O investimento em ações é, inclusive, um dos dos investimentos mais democráticos existentes. Pois ele não diferencia a rentabilidade de acordo com o volume aplicado.

Suponha que você comprou 10 ações da Vale, enquanto que um investidor mais rico comprou 10.000 ações. Se as ações sobem 10%, tanto você, quanto o outro investidor, ganharão exatamente 10%.

Isto é diferente dos investimentos tradicionais em bancos, como os CDB’S. Nestes investimentos, quanto maior o volume aplicado, maior será a taxa de rentabilidade.

A importância do mercado financeiro

bolsa de valores

bolsa de valores

A bolsa é muito importante para o desenvolvimento de uma sociedade. Ela é, inclusive, um propulsor do desenvolvimento.

Através da bolsa de valores muitas ideias foram financiadas, e trazidas assim, ao campo da prática. Boa parte das grandes inovações do mundo passaram pela bolsa de valores. Inclusive nas últimas décadas.

Se você parar para pensar nas maiores empresas do mundo, tais como, Apple, Google e Facebook, todos elas são companhias abertas e listadas em bolsa.

Com o financiamento por parte dos acionistas, a empresa consegue os recursos necessários para colocar sua ideias em prática.

Podemos dizer que, de certa forma, a bolsa de valores é responsável em parte pelas inovações dessas empresas. Pois, a bolsa torna essas companhias capazes de seguir adiante com os seus projetos.

Em troca deste financiamento, as empresas distribuem seus lucros aos acionistas, na forma de dividendos.

O acionista também ganha com a valorização dos seus ativos, no caso de suas empresas obterem sucesso em seus empreendimentos.

Conclusão sobre a bolsa de valores

conclusão bolsa de valores
Após esse breve resumo da definição do que é a bolsa de valores e como ela funciona, o investidor já terá possibilidades de se sentir mais familiarizado a respeito do tema.

É necessário, contudo, que se estude bastante sobre os ativos de interesse antes de se tomar uma decisão de aplicação de seus recursos.

Para isso, uma consultoria qualificada é uma boa alternativa. No entanto, nada substitui o estudo próprio e a curiosidade do investidor de procurar aprender sempre mais.

Nós da Suno temos como missão ajudar você a investir na bolsa de valores.

Bons investimentos!

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.