bolha financeira

Praticamente todos os investidores e pessoas que interessam pelo mercado financeiro já ouviram falar do conceito bolha financeira.

A bolha financeira é relativamente frequente na economia mundial. Infelizmente para muitos investidores, elas deixam grandes prejuízos para os mais desavisados.

Bolha financeira é o nome que se dá quando ativos passam a negociar extremamente acima do seu real valor. Seguido a um movimento de alta abrupta no valor dos ativos, ocorre uma queda ainda mais rápida, que acaba por deixar prejuízos para os que entram na bolha especulativa.

Por que a bolha financeira ocorre?

exemplo de bolha especulativa

As bolhas especulativas ocorrem sobretudo por conta do efeito manada. Mas o que é o efeito manada?

O efeito manada é quando as pessoas passam a repetir um ato de outras pessoas. Somente pelo fato de outras pessoas estão fazendo, sem passar na racionalidade por detrás do ato.

Pois bem, no caso da bolha especulativa este ato é o de comprar e vender ativos.

No início de uma bolha as pessoas começam a comprar de forma muito intensa um certo ativo.

Então, pela lei da oferta e da demanda, este ativo começa a se valorizar.

Esta valorização, por sua vez, causa com que as pessoas passam a visualizar o ativo como uma boa oportunidade de investimento, mesmo que ele não o seja. Assim, mais e mais pessoas passam a comprar este ativo, fazendo com que a alta se acentue cada vez mais.

Isto ocorre repetidamente até que, em um dado momento, as pessoas percebem que o valor real do ativo em questão é muito abaixo do valor que ele está sendo negociado. A partir de então se inicia um processo de vendas em massa.

Esse processo de venda faz com que o efeito manada ocorra mais uma vez, e as pessoas passam a vender quantidades cada vez maiores por preços cada vez menores. Isto causa, finalmente, o estouro da bolha especulativa.

A bolha especulativa na visão dos grandes investidores

Para se ter uma maior ideia do que é e por que ocorre uma bolha especulativa convém analisar o que os grandes investidores tem a dizer sobre o tema.

Jhon Templeton, um dos maiores investidores de todos os tempos, afirmou:

“Mercados em alta nascem do pessimismo, crescem no ceticismo, maduram no otimismo e morrem na euforia”.

O otimismo, pode-se dizer, é onde a bolha começa a se maturar, ocorrendo o efeito manada de compra. Por fim, na euforia, o otimismo irracional já não consegue mais se sustentar, ocorrendo o fim da bolha.

Warren Buffett, o maior investidor de todos os tempos, também já deu muitas declarações sobre bolhas especulativas. Segundo ele, a origem destes mercados em alto se dá na ganância das pessoas.

Buffett afirmou que as bolhas financeiras começam quando as pessoas veem seus vizinhos ficando mais ricos com o investimento em ativos. Isto causa ganância nas pessoas, que passam a comprar os mesmos ativos, dando início ao efeito manada.

Até que, segundo ele, o preço se separa tão fortemente do valor do ativo que a bolha se estoura.

Ainda segundo Buffett, existe uma distinção muito grande entre preço e valor, nas palavras dele:

“Preço é o que você paga, valor é o que você leva”

Ou seja, em meio a uma bolha especulativa, as pessoas pagam muito caro pelos ativos, mas recebem pouquíssimo por eles, pois o seu preço está muito distante do seu real valor.

Para se precaver de entrar em uma bolha financeira é muito importante se atentar para o valuation dos ativos.

Alguns exemplos de bolha financeira

exemplos de bolha financeiraExistem inúmeras bolhas especulativas na história da economia mundial. Três das mais importantes destas foram:

  • Bolha das tulipas
  • A bolha da internet
  • Crise do subprime

A bolha das tulipas

Esta é considerada por muitos historiadores a primeira onda especulativa do mundo.

É também uma das mais curiosas. Isto ocorre porque o ativo em questão envolvido no processo eram tulipas. Ou seja, flores exóticas.

Ninguém se sabe até hoje de fato a razão, mas as pessoas passaram a comprar tulipas na Holanda de maneira frenética.

Com o aumento na demanda, os preços subiram drasticamente. A situação chegou em um ponto tão caótico que as pessoas vendiam o seu patrimônio para comprar mais tulipas.

Tão inesperado quanto o início desta bolha foi o seu fim. Em um dado momento não haviam mais compradores, e o preço despencou.

Isto causou enormes prejuízos para muitas pessoas, principalmente para aquelas que pagaram caro pelas suas tulipas.

A bolha da internet

A bolha da internet conhecida também como a bolha ponto com, em referencia às empresas de tecnologia da época, foi uma das maiores da história da bolsa de valores americana.

Em meio à revolução da internet, inúmeras empresas de tecnologia listaram as suas ações em bolsa nos Estados Unidos.

Ocorre que muitas dessas empresas não eram sequer lucrativas, e negociavam a múltiplos de mercado extremamente altos.

Quando as pessoas perceberam que essas empresas jamais conseguiriam obter o lucro uma hora imaginado, uma venda em massa dos ativos ocorreu, deixando grandes prejuízos e lições para muitos investidores.

Crise americana de 2008

A considerada mais recente bolha especulativa ocorreu com a crise do subprime nos Estados Unidos.

Esta crise ocorreu com a grande escalada dos financiamentos imobiliários. Muitos americanos passaram a se endividar cada vez mais para comprar casas.

Muitas pessoas possuíam até dois ou mais financiamentos ativos. A crise tomou proporções maiores porque os bancos aglutinavam todos estes financiamentos e vendiam no mercado para investidores.

Acontece que o risco de crédito, que era classificado como sólido, se mostrou que era na realidade muito baixo.

Sendo assim, as pessoas começaram a cada vez mais não conseguir honrar com os seus financiamentos.

Ocorreu, então, uma venda em massa dos ativos de financiamento, fazendo cair o seu preço.

Para piorar, quando muitos bancos foram executar as garantias dessas dívidas, viram que as propriedades valiam na realidade muito menos do que se imaginava.

Esta bolha financeira causou grande impacto na economia americana, chegando a influenciar negativamente os negócios em todo o mundo.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.