Ativo é aquilo que agrega valor para uma companhia

Dentre as diversas terminologias presentes no mercado, principalmente aquelas ligadas ao processo de análise de balanços, o conceito de ativo se faz presente de maneira bastante significativa.

Ativo é um termo usado para expressar os bens de uma empresa, logo, é o capital com valor econômico da empresa que irá ajudar a companhia a crescer no futuro.

Ainda, os ativos são mencionados no balanço patrimonial e são uma das fontes principais para gerar dinheiro e melhorar a venda do empreendimento.

Pode-se entender, dessa forma, que os melhores ativos são os que mais produzem mais resultados financeiros com o menor esforço possível.

Neste sentido, podem ser classificados com essa definição os móveis, instalações, máquinas e equipamentos da companhia, além de outros itens/bens.

Assim sendo, as empresas estão sempre em busca de mais definições desse sentido para acelerar o processo e o crescimento.

Classificações de ativos:

  • Ativo Circulante: Os bens da empresa que podem ser convertidos rapidamente em dinheiro. Exemplos: Dinheiro em caixa, conta movimento em bancos e depósitos bancários.
  • Ativo Permanente: Investimentos feitos para gerar renda para o longo prazo. Exemplos: Títulos e ações.
  • Ativos Fixos: são classificados em tangíveis e intangíveis:

Os ativos tangíveis são os que possuem materialidade, como por exemplo os prédios e terrenos.

Os ativos intangíveis são os bens da empresa que não possuem presença física, como por exemplo os direitos autorais e a marca da companhia.

O investimento em ativos é muito importante para a empresa crescer, isso por que, na teoria, quanto mais ativos a empresa tem, mais lucro ela poderá gerar.

Ainda neste sentido, portanto, quanto maior a quantidade desses recursos frente aos passivos, maior será a tendência daquela companhia em gerar resultados positivos a seus acionistas ao longo do tempo.

Consideração

Este conceito é muito presente dentre da análise de balanços contáveis empresariais, mas também é muito relevante no que diz respeito a aplicações financeiras de pessoas físicas no mercado financeiro.

Segundo Robert T. Kiyosaki, autor do livro Pai Rico, Pai Pobre, o caminho para alguém ficar rico passa pela alfabetização financeira que as escolas convencionais não entregam aos seus alunos.

Assim sendo, o indivíduo precisa compreender inicialmente a diferença de fluxo de caixa entre ativos e passivos.

O que são ativos?

De acordo com Kiyosaki, é tudo aquilo que gera renda para o seu possuidor.

De forma paralela, os passivos são tudo aquilo que gera despesa para o mesmo ente.

Pode-se perceber, com isso, que aqueles que priorizam a aquisição de ativos apresentam, no decorrer do tempo, um balanço financeiro pessoal diferente, pois os estes recursos geram renda não trabalhada, que podem ser na forma de dividendos oriundos de ações compradas em Bolsa de Valores, juros de empréstimos para o governo (títulos públicos) ou para empresas (debêntures), aluguéis de imóveis e royalties de propriedades intelectuais.

Conclusão

É possível perceber, com isso, que entender o conceito e o significado do que é um ativo pode representar, no longo prazo, uma diferença muito grande na vida de um investidor que pretende, ao longo do tempo, compor um patrimônio relevante que lhe proporcione bons rendimentos e, por consequência, maiores retornos em suas aplicações financeiras.

Comentários

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

©2017 SUNO RESEARCH | Investimentos inteligentes

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account