Indicadores

Ativo total: o que mostra esse indicador de contabilidade

By 30 de setembro de 2018 No Comments
ativo total

Ao analisar o balanço de uma empresa você irá se deparar com o ativo total e o passivo total dessa companhia.

Entender o que é o ativo total é fundamental para interpretar o que significa esse dado divulgado pela empresa para o seu negócio.

O ativo total de uma empresa é a soma de todos os seus ativos, ou seja, seus bens e direitos. Dessa forma, inclui o ativo circulante, realizável a longo prazo e permanente, também chamado de não circulante.

A definição de ativo na contabilidade é o conjunto de bens e direitos da organização. É a parte positiva do balanço patrimonial da empresa.

Em outras palavras, o ativo é o conjunto de recursos financeiros e econômicos que são administrados pela empresa para gerarem mais recursos.

Para se configurar como ativo é preciso cumprir quatro requisitos:

  • Constituir bem ou direito para a empresa
  • Ser de propriedade, posse ou controle da sociedade
  • Ser mensurável monetariamente
  • Trazer benefícios para a empresa

São exemplos de ativo: dinheiro em caixa, estoque de mercadorias e máquinas.

Sendo um ativo, ele pode configurar um ativo circulante, ou não circulante.

Ativo total: ativo circulante e não circulante


Ativo Circulante

É todo ativo que já é dinheiro ou será transformado em dinheiro no curto prazo. Em contabilidade entende-se curto prazo até o fim do exercício seguinte.

Fazem parte desse grupo:

  • Disponibilidades: que compreende o Caixa, Banco com conta movimento, aplicações financeiras e depósitos bancários à vista
  • Créditos: que compreende duplicatas a receber, provisão para créditos, títulos a receber e outras contas a receber, como juros e adiantamento dos fornecedores.
  • Estoques: aqui considera-se todos os estoques, acabados, para revenda, produtos ainda em elaboração, matéria-prima, estoque de materiais, que foram adquiridos e estão chegando a empresa (em trênsito).
  • Outros créditos: créditos não compreendidos acima, como impostos a recuperar, adiantamento a terceiros e funcionários e alugueis a receber
  • Despesas antecipadas: considera aplicações de recursos em despesas cujo benefícios para a empresa ocorrerão no exercício seguinte

Ativo não circulante

É todo ativo que será transformado em dinheiro no longo prazo. Ou seja, após o fim do exercício seguinte. Em outras palavras, são em geral bens duradouros dentro de uma empresa.

Eles são divididos em:

  • Realizável a longo prazo: como aplicações financeiras, depósito bancário, duplicatas a receber, despesas antecipadas e empréstimos
  • Investimentos
  • Imobilizado: compreende os bens e direitos de natureza permanente usados na manutenção das atividades da empresa e dos quais ela não pretende vender. Caracterizam-se por se apresentarem na forma tangível.
  • Intangível: os bens que a empresa possui que não podem ser tocados ou vistos, mas possuem valor econômico. Ex: marcas, patentes e softwares

Ao somar o ativo circulante e não circulante de uma empresa temos o ativo total desta companhia.

E ao somar o ativo total com o passivo total da empresa teremos o seu balanço patrimonial. Uma das principais ferramentas para avaliar a posição contábil e financeira de uma empresa.

Por fim, em resumo, o ativo total é soma dos ativos circulantes e não circulantes de uma organização, que são todos os bens e direitos de uma companhia.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.