Asset management é uma boa alternativa para investidores iniciantes

Asset management, ou gestão de ativos, é o conjunto de práticas que envolve a aquisição, utilização e a manutenção dos ativos dos clientes desses serviços.

Assim sendo, o termo asset também pode se referir especificamente a um serviço oferecido por bancos ou fundos de investimentos especializados em gerir o patrimônio de cotistas dessas instituições e, nesse sentido, a sua função é legalmente constituída e supervisionada pela CVM (comissão de valores mobiliários).

Normalmente, quando um cliente que contrata um serviço de asset, na realidade ele está terceirizando a gestão do seu dinheiro.

É muito importante, antes de se confiar em uma instituição dessa natureza, observar o histórico de geração de valor dessa entidade, além de identificar também os possíveis focos de má gestão pois, afinal, será o dinheiro do investidor que estará em jogo.

Dessa forma, toda asset, devido a sua especialização, tem o objetivo de maximizar toda relação risco x retorno em seus investimentos.

Com isso, a sua vantagem é que, geralmente, a instituição funciona de forma independente, não dependendo de bancos para indicar investimentos que muitas vezes são pouco rentáveis.

Uma outra boa definição desses ativos é a seguinte: as assets são bens e direitos, detidos por uma pessoa ou empresa.

São exemplos desses ativos, os imóveis, investimentos financeiros, empresas de capital fechado, estoques, etc.

Diferença entre asset e corretora

Numa corretora, os clientes escolhem como e onde alocar seus recursos, ao passo que na asset essa tarefa é realizada por uma equipe de gestão.

Para contratar um serviço desse tipo, o cliente precisa assinar um termo em que autoriza a gestão da empresa em realizar aportes em investimentos de acordo como bem entenderem e acharem mais conveniente para cliente.

Asset management industrial

A gestão de ativos industriais trata-se de otimizar a manutenção, uso do estoque e os investimentos em empresas.

O asset management em uma indústria estuda, por exemplo, os equipamentos a serem adquiridos, os intervalos das manutenções preventivas e o momento ideal para sua substituição.

A gestão de ativos industriais pode ser considerada, portanto, uma evolução no campo da manutenção.

O objetivo desse campo, assim como na gestão de recursos de pessoas físicas, é maximizar os retornos com o menor custo e risco possível.

Conclusão

Contratar uma instituição dessa natureza pode ser uma boa decisão se, nesse caso, a pessoa ou a empresa ainda não tem experiência ou tempo em gerir de forma mais especializada os seus recursos.

Além disso, a independência dessas “casas” em relação a grandes instituições financeiras ou corretoras também é um ponto a favor dessas entidades, pois muito dos investimentos de péssima rentabilidade são oferecidos pelos entes primeiramente citados.

No entanto, como, nesse caso, o dinheiro não será gerido pelo próprio investidor, existe sempre a chance de ocorrer a má gestão desses investimentos.

Por conta disso, é sempre importante que o investidor procure, antes da aplicação, uma asset que possua uma gestão profissional e confiável, com um bom histórico de resultados, afim de que, dessa forma, muitos dos riscos possíveis sejam, então, mitigados de maneira antecipada e sem surpresas desagradáveis.

Comentários

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

©2017 SUNO RESEARCH | Investimentos inteligentes

[i]
[i]

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account