Acesso Rápido

    Armadilha de liquidez: veja como funciona esta situação macroeconômica

    Armadilha de liquidez: veja como funciona esta situação macroeconômica

    Você sabe como funciona a armadilha de liquidez?

    A armadilha de liquidez pode determinar a forma de como um banco central irá gerir a política monetária do país.

    O que é a armadilha de liquidez?

    A armadilha de liquidez é uma situação na qual a taxa de juros se encontra em 0% ou muito próxima a isto.

    Quando isso ocorre, as ações de política monetária de injetar mais recursos em uma economia não obtém o resultado esperado. Por isso se chama tal situação de uma “armadilha”.

    Este conceito foi apontado pela primeira vez pelo famoso economista britânico John Maynard Keynes.

    Guia de Economia para Investidores

    Confira os principais conceitos econômicos e aprenda como a economia pode influenciar seus investimentos com o nosso ebook gratuito de Economia para Investidores!

    Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

    Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

    É importante ressaltar que existe muita discussão acerca deste conceito. Alguns economistas debatem fortemente a existência ou não dele.

    No entanto, existem evidências de que em alguns momentos específicos de recessão econômica o conceito apontado por Keynes se fez presente.

    Sendo assim, serão elencadas neste texto a base deste importante conceito da macroeconomia.

    O que é a preferência pela liquidez?

    Primeiramente, é importante estabelecer uma premissa básica dos investimentos: a de que as pessoas têm preferência pela liquidez.

    A liquidez é o grau de facilidade para converter um ativo em moeda, sendo a própria moeda o ativo mais líquido da economia.

    Pela preferência, ao escolher entre ativos com mesmos riscos e taxa de juros, as pessoas optariam pelo mais líquido.

    Sendo assim, as pessoas só optam por investir, ao invés de reter moeda, se forem obter algum ganho com isto. Este ganho serve para compensar a menor liquidez do investimento frente ao papel-moeda.

    Relação da taxa de juros e a liquidez na economia

    Outro ponto para entender a armadilha da política monetária é como o aumento dos juros reduz o valor presente dos títulos.

    Suponha, por exemplo, que você deseja investir para ter R$ 1 mil daqui a 5 anos.

    Se a taxa de juros for de 10% ao ano você precisa investir R$ 620 no presente para obter R$ 1 mil em 5 anos.

    No entanto, se a taxa de juros for de 20% ao ano você precisa aplicar apenas R$ 401 para obter os mesmos R$ 1 mil em 5 anos.

    Ou seja, o aumento da taxa de juros reduz a atratividade do primeiro título, que foi comprado a uma taxa mais baixa.

    Como funciona a armadilha de liquidez?

    Uma vez estabelecidos esses dois conceitos, fica muito mais fácil entender o funcionamento.

    Ele ocorre em período de recessão onde a taxa de juros está tão baixa que as pessoas acreditam que subirá.

    Sendo assim, as pessoas não aplicam seus recursos. Isto pelo receio de que o aumento da taxa de juros reduza o valor presente do investimento.

    Mesmo os bancos ficaram receosos em conceder crédito. Assim, mesmo que o banco central disponibilize mais recursos para os bancos comerciais, esses podem apenas acumular esses recursos em seus balanços.

    Assim, todo o esforço da política monetária para aumentar a liquidez fará com que as pessoas retenham mais moeda. Sendo esta, portanto, uma clara situação de armadilha de liquidez.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    1 comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Ricardo 12 de setembro de 2019

      Excelente Explicação!!!

      Responder