Acesso Rápido

    Aporte mensal: Como utilizar essa tática ao seu favor e lucrar mais

    O termo aporte mensal é comumente utilizado para explanar uma contribuição financeira, ou um dinheiro destinado a um determinado fim periodicamente.

    Aliás, quando o aporte mensal é aplicado com rigor, ele se torna indicado para pessoas que querem viver de dividendos, por exemplo.

    Aporte mensal é o ato de investir uma parte do seu orçamento em ativos financeiros todos os meses. Tais ativos podem ser de diversos tipos, desde títulos públicos até uma carteira de ações, passando por renda fixa e fundos de investimento.

    Normalmente, é feito com perspectiva de longo prazo, em empresas que se encaixam nos preceitos do value investing. Uma vez que ele pode ser usado como estratégia de investimento, esse aporte periódico se mostra muito eficiente quando aplicado da maneira correta.

    Aporte mensal

    Método do aporte mensal dobrado

    Algumas técnicas de investimentos que envolvem aportes periódicos são difundidas entre os investidores. Aliás, uma delas, chamada de método do aporte dobrado, é bastante conhecida por sua eficiência.

    Segue abaixo o passo-a-passo dessa técnica utilizada em investimentos de renda variável:

    1. Fixar, percentualmente, uma quantia do seu “salário” ou receita mensal
    2. Quando, no mês anterior, sua carteira de investimentos apresentar resultado negativo, você efetua um aporte dobrado da quantia, ou seja, 2x o valor fixo
    3. Por outro lado, quando no mês anterior sua carteira apresentar resultado positivo, você efetua um aporte dividido pela metade, ou seja, 50% do valor fixo

    Essa estratégia pode parecer um tanto contraditória. Mas se você investe em bons ativos, ela comprovadamente funciona no longo prazo . Portanto, a ideia é potencializar os lucros ao longo da trajetória de ganho de valor.

    Contudo, igual a esta, existem outras técnicas de aportes mensais que podem ser utilizadas para potencializar os ganhos no longo prazo.

    A grande dúvida fica na hora de escolher a técnica que mais se adéqua ao seu perfil investidor. Saber como aproveitar as oportunidades durante o ano ao invés de esperar para aportar no final.

    Por fim, na internet há disponíveis calculadores de rendimentos com aportes mensais. Então, estas ferramentas auxiliam o investidor na hora de decidir qual a melhor estratégia.

    De quanto deve ser o valor do aporte

    Digamos que você tenha R$ 1.000 para investir mensalmente. É importante que esse valor não seja menor que o dobro da menor parcela do ativo que você deseja investir.

    Por exemplo: Você investe em um determinado fundo de investimentos cujo a cota mínima seja R$ 400. Portanto, você deve reservar um aporte de, no mínimo, R$ 800,00 mensais, ou seja, 2x o valor da cota.

    Isso pode ser feito para mais de uma aplicação, caso sobre capital, após a efetuação do primeiro aporte.

    Aportes mensais X taxa de corretagem

    Aporte mensal estratégias

    Suponha que você faça aporte mensal de R$ 200,00 em ações. Porém, sua corretora de valores lhe cobra R$ 10 por taxa de corretagem por operação executada.

    Então sua taxa de corretagem mensal seria de 5% do capital investido ao mês, muito superior à média dos rendimentos que conhecemos.

    Neste caso, não vale a pena praticar a tática do aporte mensal, visto que, ao longo do tempo, seu capital será parcialmente corroído pelas taxas. Em contrapartida, procurar por corretoras que praticam taxas menos agressivas é uma forma de fazer valer tal tática de investimento.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    26 comentários

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *

    • Ricardo 1 de junho de 2019

      Boa noite Tiago, gostaria de saber como fazer os aportes nas empresas. Ex: tenho 5 empresas em carteira e 5 mil para investir, a melhor idéia seria aplicar 1 mil em cada empresa independente do valor da ação ou dar pesos diferentes para cada empresa?
      Obrigado.

      Responder
      • Suno Research 5 de junho de 2019

        Pesos diferentes para cada ação, pois uma excelente empresa pode ser um mau negócio se for comprada a um preço elevado. Recomendo que você foque na melhor oportunidade ou oportunidades do momento. Abraços.

        Responder
    • Regina 11 de junho de 2019

      Tiago, vale a pena investir em Forex? Aguardo, obrigada.

      Responder
      • Suno Research 25 de junho de 2019

        Então, devido a imprevisibilidade do câmbio isso não seria investir, seria especular, nada te impede de ganhar dinheiro especulando, mas não será um investimento. Abraços.

        Responder
    • Diego 4 de julho de 2019

      Uso corretora taxa 0 e compro no mercado fracionario, apontava 1 a 2 vezes ao mês, porém agora aportou diariamente, por ser zero corretagem. Essa estratégia é válida? Além dos aportes diários, faço um aporte extra em fiis 1 vez ao mês.

      Responder
      • Suno Research 25 de julho de 2019

        Qualquer forma de aporte é válida se encaixar no seu perfil e te fizer se sentir confortável, o motivo de muita gente preferir fazer por mês é para evitar o cansaço e desgaste de ficar vendo aqueles números o tempo todo.
        Abraços

        Responder
    • rosane 14 de agosto de 2019

      gostaria de saber como posso reaver meu dinheiro , onde a empresa nao me repassou os lucros pactuados?

      Responder
    • Samuel figueiredo 19 de agosto de 2019

      Querido Tiago, o que seria mais recomendável. 1 aporte grande 200k ou ir fazendo aportes mensais de 20 por 10 meses nas melhores oportunidades (empresas descontadas). Existe algum estudo nesse sentido?

      Responder
      • Suno Research 20 de agosto de 2019

        Não existe uma resposta certa para essa pergunta, existem uma miríade de fatores que podem alterar a rentabilidade em qualquer uma das estratégias. O que eu sugiro é que você foque nas empresas que se apresentam como oportunidades no momento e o quanto você está disposto a ter da sua carteira em cada uma, se achar um número de empresas que você goste (dos resultados) suficiente para alocar todo o capital, vá em frente. Caso não encontre empresas o suficiente ou não estiver tão certo quanto à quantidade que cada uma merece, faça o aporte em partes. Espero ter ajudado, forte abraço!

        Responder
    • Gabriel 9 de setembro de 2019

      Falam sobre resultado positivo para que no mês seguinte seja aportado 50%do valor fixado. Mesmo este saldo sendo mínimo? Ex: 25,00

      Responder
    • João Silva 10 de outubro de 2019

      Olá, não entendi bem a questão de fazer aportes do dobro do mínimo, o exemplo do fundo de cota 400, fazer aportes de 800, qual a razão disto?
      Obrigado.

      Responder
      • Ana 17 de outubro de 2019

        Tb não ficou claro pra mim essa parte

        Responder
    • Sinato 11 de outubro de 2019

      Boa noite
      Com um aporte de 150,00 mensais, estou dividindo entre Fiis e Valor.
      Não sei se e o correto porque de qualquer forma quero ver os frutos daqui 10 anos, mas sei ao longo dos anos essa aporte irá mudar, mas pelo menos como inciante está bom?

      PS : tenho minha suno Premium e faço por ela minhas ofertas de compra

      Responder
    • Yan 17 de outubro de 2019

      Bom dia Tiago, tudo bem?

      Todo mês reservo 1.000,00 para investimentos. Destes, retiro o valor para adquirir 1 cota dos três FIIs que possuo. Porém um questão veio a minha cabeça por esses dias : Todo mês as cotas valorizam. Como reajustar a compra das cotas?

      Obrigado.

      Responder
      • Isabela Braga 29 de novembro de 2019

        Tenho a mesma dúvida!

        Responder
      • Suno Research 3 de dezembro de 2019

        Uma forma de rebalancear seria vender o ativo que mais valorizou para comprar o que menos valorizou, assim teoricamente você estaria vendendo na alta e comprando na baixa. Mas não faz tanto sentido fazer isso todo mês, anualmente já estaria bom.
        Outra opção seria não fazer nenhum rebalanceamento, e simplesmente comprar a melhor oportunidade do momento.

        Responder
    • Osmar Zucolotto 28 de dezembro de 2019

      Excelente explicação!!

      Responder
      • Suno Research 6 de janeiro de 2020

        Que bom que gostou!

        Responder
    • EDILSON 7 de fevereiro de 2020

      Uma dúvida sobre o IR de fundos de investimentos. A cobrança regressiva é contada da adesão ao fundo ou do último aporte? Isto é, eu investi em janeiro/20 uma determinada quantia. Em fevereiro, idem. Supondo que eu continue com esses aportes, a regressão da alíquota do IRRF será com base em cada aporte? Ou seja, se eu efetuar um resgate, em qual alíquota eu serei enquadrado, caso o resgate aconteça em agosto/20? Lembrando dos aportes sucessivos até julho. Obrigado

      Responder
    • Fausto Odilon 27 de abril de 2020

      Não conhecia essa técnica, e achei muito interessante, pois é uma forma de maximizar as oportunidades de ganho mesmo com a visão de longo prazo.

      Responder
    • Carlos Daniel 28 de abril de 2020

      Uma duvida, o aporte mensal é feito comprando o mesmo titulo todo mês ou encima do titulo comprado na primeira aplicação ?

      Responder
    • Marta Assunção de Moraes 7 de maio de 2020

      Qual melhor: Selic + 0,03 para 2025 ou CDB para 2023 (aplicação de 1.000,00 com aportes de 500,00)

      Os aportes são obrigatórios ou posso depositar mais ou menor ou nem depositar?

      Responder
    • Douglas 16 de junho de 2020

      Tiago quais são os tipos de investimentos que exige um aporte mensal?

      Responder
      • Suno Research 26 de junho de 2020

        Boa tarde
        O aporte mensal vem com a ideia de gerar mais resultado no longo prazo, quase todos os ativos podem ser aportados mensalmente.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder
    • Evangevaldo 26 de setembro de 2020

      Aportes no tesouro direto Selic sofrem carência ou só a primeira aplicação?

      Responder
      • Suno Research 28 de setembro de 2020

        Olá, Evangevaldo! Tudo bem?
        Não há prazo de carência para vendas de título do Tesouro Selic.
        Atenciosamente, Equipe Suno.

        Responder