abertura comercial

Você já ouviu falar em abertura comercial?

A abertura comercial é um tema que sempre costuma surgir em meio a debates sobre o desenvolvimento do país.

A abertura comercial se dá, basicamente, pela redução dos impostos de importação para se criar um estímulo para uma maior competição interna. Com isso, a população de um determinado país passa a ter acesso a novos produtos, normalmente de qualidade mundial, que podem chegar a um preço mais barato do quantes.

Por outro lado, a indústria do país, que era protegida pelos impostos sobre os importados, passa a ter competidores, o que a força a melhorar sua qualidade.

Quando bem executada a abertura do comércio traz grandes ganhos para a economia de um país.

Estes ganhos se dão, sobretudo, por conta do aumento da produtividade da economia.

Os ganhos oriundos do comércio internacional são quase que um consenso entre os economistas.

No entanto, o Brasil segue sendo um mero coadjuvante nesse cenário.

Mesmo sendo uma das maiores economias do mundo, o país não figura em uma posição de destaque como exportador ou importador quando comparado a outras grandes economias mundiais

Isto pode, inclusive, contribuir para a baixa produtividade da economia brasileira, que é uma das razões para o subdesenvolvimento do país.

Abertura comercial pode trazer mais competitividade

abertura comercial no Brasil

A produtividade da economia brasileira permanece praticamente estagnada há muitos anos.

Em casos emblemáticos de abertura para o comércio internacional, sempre ocorreu um grande aumento da produtividade.

Como exemplo é possível citar os tigres asiáticos, que hoje se encontram bem integrados ao comércio internacional. São países como:

  • Coreia do Sul
  • Cingapura
  • Taiwan

Porém, de que forma a abertura comercial aumenta a produtividade de uma economia?

Existem algumas maneiras que isto ocorre. A principal delas é que as empresas nacionais precisam passar a ser mais efetivas para sobreviver.

Com a competição internacional, as empresas nacionais precisas baixar os seus preços e melhorar o seu processo produtivo. Isto também traz como necessidade uma melhor alocação dos recursos.

Isto acaba, sobretudo, em uma maior produtividade da economia.

Muitas empresas que não conseguem sobreviver a este cenário de maior competição acabam por fechar as portas. O que por um lado é um dos malefícios da abertura comercial (mais sobre isso será tratado a seguir) por outro libera recursos para setores mais produtivos.

Ainda, com a barateamento das importações e dos bens de capital, muitos insumos se tornam mais baratos. O barateamento dos insumos, por fim, traz um barateamento do produto final. Alcançando, portanto, uma maior produtividade.

Abertura comercial e a inflação

Como foi dito anteriormente, um dos efeitos do comércio internacional é a redução dos preços dos produtos finais.

Isto obviamente beneficia toda a sociedade, que terá mais recursos sobrando.

Isto dinheiro economizado pode ser direcionado para mais consumo ou investimento, o que gera um grande ganho econômico para o país.

Ainda, a redução dos preços traz um ótimo impacto sobre a inflação, ajudando a manter este indicador controlado.

Se a abertura comercial é benéfica, por que ela não é implementada?

A abertura comercial, como foi vista, pode impactar severamente algumas empresas.

Em especial as menos produtivas e menos preparadas para o cenário de maior competição.

Sendo assim, há muita resistência entre alguns setores empresarias sobre a implementação de um maior comércio internacional.

Ainda, os malefícios de uma abertura do comércio, como o fechamento de empresas e perda de alguns empregos, tendem a ter um efeito imediato.

Enquanto o seu principal benefício, o ganho de produtividade, tende a ocorrer somente a partir do médio prazo.

Assim, por um visão imediatista, natural de muitas pessoas, a abertura comercial acaba por não ser posta em prática mesmo trazendo um benefício para a sociedade como um todo no longo prazo.

A abertura comercial causa desemprego?

abertura comercial causa desemprego?

Com o fechamento das empresas menos produtiva a abertura comercial pode sim causar demissões.

Por isso, é muito importante que a maior integração ao comércio internacional seja muito bem planejada, de forma a minimizar os impactos negativos.

Uma dessas políticas é um programa de requalificação do trabalhador. Uma programa como este pode permitir que o trabalhador seja inserido em um setor mais produtivo da economia rapidamente, o que pode lhe trazer inclusive maiores salários.

Uma outra forma de atenuar possíveis impactos negativos de curto prazo da abertura comercial é faze-la de forma muito gradual e com o envolvimento de todos os setores da sociedade.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.