Por: Tiago Reis

A indústria de consumo nunca mais será a mesma

Eu leio diariamente diversas newsletter de investimentos.

E uma das newsletter que li neste final de semana tratava dos acontecimentos recentes envolvendo a Kraft Heinz.

Esta newsletter compilava o pensamento de diversos value investors de fora a respeito da empresa, e foi compilada pelo Whitney Tilson.

E uma das imagens me chamou a atenção:

Basicamente, todo o arcabouço que provia às empresas de consumo vantagens competitivas relevantes no passado está desmoronando.

Vamos por partes.

Atração de Talentos

As grandes multinacionais de consumo, no passado, eram os lugares que todos gostariam de trabalhar. Até por serem nomes conhecidos, era aonde o consumidor/trabalhador iria buscar emprego.

Atualmente, com a ascensão do LinkedIn qualquer empresa pode assediar talentos, o que reduziu drasticamente os custos de contratação que no passado eram enormes.

Construção de marca

Como a atenção das pessoas está migrando para a internet e os principais canais da internet distribuem o conteúdo de qualquer um que quiser começar, a capacidade de criar marcas se tornou bem mais fácil.

Antes era necessário ter um orçamento de publicidade enorme para poder anunciar na mídia de massa.

Hoje, com $5 já é possível anunciar nas redes sociais para uma audiência ultra segmentada.

Isso sem falar na capacidade de criar uma base fiel de seguidores, sem precisar gastar dinheiro.

Literalmente, qualquer um pode começar a propagandear seus produtos online.

Produção

Com a entrada da China na economia global, nas ultimas décadas, a terceirização da produção é uma realidade.

Boa parte dos produtos, tem alguém na China disposto a produzir por uma fração do que custava para industrias no passado.

Um ditado que existe em inglês “Sem produto, sem problema” (No product, no problem) é uma realidade: se uma empresa tem demanda por um produto, é possível encontrar alguém para produzir este produto de maneira econômica.

Distribuição

No passado, as empresas se digladiavam por espaço de prateleira nas grandes varejistas.

Mas em um mundo de comércio eletrônico, a prateleira é infinita.

A própria Amazon se denomina “A loja de tudo” (Everything Store).

Se no passado, o relacionamento com os varejistas era o diferencial, neste novo mundo não é mais: qualquer um pode botar seus produtos na Amazon. E a Amazon entrega em duas horas na residência de seus clientes.

Isso ainda não ocorre no Brasil, mas já ocorre nos Estados Unidos. E eu acredito que em breve esta será a realidade no Brasil também.

Além disso, a inovação ficou mais acessível com o conhecimento se disseminando com a internet.

O acesso a capital ficou menos difícil a todos que querem empreender. E boa parte dos negócios não precisam de tanto capital quanto no passado, muito por conta de empresas que vendem infraestrutura como um serviço, como a Amazon Services e a WeWork.

De certa forma, a Suno se beneficiou de uma série destes fatores descritos acima. Nossa empresa teria dificuldade de operar no passado. Hoje, os astros se alinharam com todos estes eventos descritos anteriormente, e assim foi possível construir o que temos feito.

 YouTube: recentemente fiz um vídeo, sobre como receber dividendos mensais. Vale a pena conferir.

Suno Invest: Mais da metade das vagas do nosso evento já foram preenchidas. Para garantir sua vaga, adquira seu convite aqui.

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

Nenhum comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais...
Outras Seções

Ações

209 artigos
Ações

FIIs

54 artigos
FIIs
kisspng-warren-buffett-business-stock-nebraska-sales-warren-buffett-5b5ea4d6586671.9006389715329292383621

eBook Gratuito

Invista Como
Warren Buffett

Aprenda a usar a estratégia do Value Investing, usada pelo maior investidor do mundo!

revenue

eBook Gratuito

Manual do Investidor

Tudo o que você precisa para dar os primeiros passos na Bolsa de Valores

Frame

NÃO VÁ EMBORA AINDA...

Inscreva-se e receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!