Décio Bazin sugere em sua excelente obra, o livro “Faça Fortuna com Ações”, que o investidor deve respeitar duas regras claras: adquirir ações de empresas que paguem dividendos superiores a 6% ao ano e que possuam um balanço sólido.

Ele não chega e especificar o que seria um balanço sólido. Para mim, são empresas que possuem dívida líquida de no máximo 3x o seu EBITDA (que seria uma proxy para a geração de caixa) e não possuam um endividamento líquido superior a 100% do seu patrimônio líquido.

Esses termos podem ser um pouco avançados. Pensando nisso eu escrevi um livro sobre como analisar um balanço de uma empresa: Guia Suno de Contabilidade para Investidores.

Eu fiz o backtest desta estratégia um tempo atrás, e os resultados foram excelentes.

Diversas empresas passariam nos critérios do Bazin. Algumas delas merecem destaque:

Taesa

Esta é uma das mais importantes empresas do segmento de transmissão de energia, que é um segmento que possui como característica a elevada previsibilidade de geração de caixa.

A Taesa possui um balanço sólido, com dívida líquida inferior ao patrimônio liquido. A dívida que a empresa possui é majoritariamente de longo prazo e com condições de juros bastante baixos. Portanto, a empresa possui um balanço saudável.

Além disso, a empresa pagou mais de 9% de Dividend Yield nos últimos doze meses. Acreditamos que a empresa tenha tudo para continuar pagando superior aos 6% exigidos pelo “método Bazin”.

Itaúsa

A Itaúsa é a holding que controla o banco Itaú Unibanco. Possui também posições de controle na Alpargatas e Duratex.

O jeito de mensurar alavancagem de bancos é analisar o Índice Basiléia. E o Itaú possui um dos indicadores mais saudáveis do mundo entre os grandes bancos.

A Itaúsa pagou mais de 8% de Dividend Yield no ano e acreditamos que a empresa possui condições de continuar pagando dividendos elevados no futuro.

Grazziotin

Empresa do segmento de varejo que opera com excelência na região do interior do Rio Grande do Sul.

A empresa possui mais caixa do que endividamento, o que a caracteriza como uma empresa de balanço forte.

Nos últimos doze meses a empresa pagou mais de 6% de Dividend Yield. Acreditamos que a empresa possa manter este patamar nos próximos anos.

Multiplus

É a empresa de gestão do plano de fidelidades da Latam.

A empresa, assim como a Grazziotin, possui mais caixa do que endividamento em seu balanço. Poucas empresas na bolsa possuem essa característica.

Além disso, a Multiplus pagou aos seus acionistas um Dividend Yield superior a 10% nos últimos doze meses. Acreditamos que a empresa tem tudo para manter essa distribuição em um patamar elevado nos próximos anos.

A estratégia de investimentos do Bazin é descrita, juntamente com outros conceitos sobre a estratégia focada em dividendos, no meu livro Guia Suno Dividendos.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.