AnalisesBolsaCases

3 ações que passam nos critérios de Decio Bazin

By 17 de julho de 2017 No Comments
Investindo em ações

Luiz Barsi Filho, o maior investidor pessoa física do Brasil e mentor da Suno Research, quando perguntado sobre quais livros recomendaria para quem estivesse interessado em investir na bolsa de valores, foi bem direto ao indicar apenas um: o Faça Fortuna com Ações, Antes que Seja Tarde.

Segundo o Barsi, este seria o único livro brasileiro que faria sentido a leitura para quem pretende se espelhar no modelo de investimentos usado por ele.

O motivo para tal afirmação é fácil de se entender, já que os critérios mencionados por Décio Bazin – jornalista, investidor e autor do referido livro – em sua obra são bastante parecidos com os usados pelo então amigo Luiz Barsi.

Cabe ressaltar aqui que temos uma aula exclusiva dedicada ao método do Bazin no nosso curso gratuito Aprenda a Investir em Dividendos o qual recomendamos fortemente para todos os investidores, principalmente os que mantém o foco de suas aplicações no longo prazo.

Voltando ao livro, segundo o autor, é preciso sempre procurar investir em companhias que se enquadrem nos três seguintes pontos:

  • Empresas que estiverem apresentando naquele momento um dividend yield (citado no livro muitas vezes como cash yield) maior ou igual a 6%;
  • Empresas que não apresentem endividamento excessivo ou quaisquer outros dados suspeitos;
  • E se houverem notícias negativas a respeito dessas empresas que pudessem afetar diretamente em seus resultados, o investidor deveria se desfazer imediatamente dos papéis da mesma;

Com isso, o autor sugere que, assumindo tais critérios, seriam mais tangíveis as possibilidades de um investidor, no longo prazo, atingir sucesso na bolsa, e com isso conquistar uma sólida carteira previdenciária que seja geradora de dividendos.

Na teoria não é difícil de se compreender a mensagem do autor.

O desafio, porém, é descobrir, na prática, quais seriam as empresas que se enquadram em tais quesitos citados no livro.

Por isso comentamos brevemente nesse artigo três empresas que seriam aprovadas por Décio Bazin no seu critério de seleção:

ENGIE – EGIE3

ENGIE EGIE3

A Engie é uma empresa que atua preponderantemente no segmento de geração de energia elétrica e é uma companhia que, além de ser uma das mais bem geridas do segmento de geração, se enquadra nos critérios de Bazin.

A companhia vem apresentando resultados crescentes e consistentes e hoje negocia com um DY (dividend yield) de cerca de 6,60%, além de possuir, atualmente, uma dívida controlada, com uma relação Dívida Bruta/Patrimônio Líquido de apenas 0,46 e uma relação Dívida Líquida/Ebitda de aproximadamente 0,44, o que representa um patamar saudável.

TAESA – TAEE11

logo taesa taee11

A Taesa é mais um exemplo de empresa que preenche tranquilamente os filtros de Décio Bazin.

A companhia, que opera no segmento de transmissão de energia, é uma das mais rentáveis do segmento energético e uma empresa com um ótimo histórico de dividendos e crescimento de resultados operacionais.

Atualmente a Taesa apresenta um Dividend Yield de cerca de 9,50% (um dos maiores do segmento) e tem um endividamento controlado, com uma relação Dívida Líquida/Ebitda de aproximadamente 1,7 vezes com base no último resultado divulgado, o que confere uma situação saudável e confortável à empresa.

Portanto, Taesa é mais uma empresa que Décio Bazin provavelmente estaria comprando nos dias de hoje.

Vale lembrar que Taesa é uma das empresas preferidas de Luiz Barsi Filho, sendo que recentemente ele anunciou que a vem comprando nos últimos meses.

SMILES – SMLE3

smiles smle3

A empresa de programas de fidelidade e milhas aéreas Smiles é outra empresa que hoje entrega bons dividendos, crescimento nos lucros, eficiência operacional e bons números.

A Smiles negocia com um yield de 6,90%, suficiente para passar no filtro do Décio Bazin.

Além disso, dois pontos fundamentais a se considerar na Smiles é que a empresa tem crescido anualmente o pagamento de dividendos, o que torna ainda mais atrativo o investimento na companhia, dado que o Dividend Yield de hoje poderá ser mais elevado no futuro, por conta do crescimento desses números.

A Smiles também não possui dívida, o que é mais um ponto positivo e que avaliamos que Décio Bazin consideraria fundamental na hora de investir na empresa.

Mais empresas que se enquadram no critério Bazin

Diversas outras empresas passariam no filtro sugerido por Décio Bazin em seu livro.

Para encontrá-las, bastaria que o investidor acessasse os seus e estudasse os números de todas elas.

Na época de Décio Bazin, certamente devia ser uma tarefa bastante complicada devido à dificuldade de acesso a esses dados.

Hoje em dia, porém, existem muitas ferramentas, inclusive gratuitas, que podem auxiliar bastante a pessoa que esteja à procura dessas informações.

Reconhecemos que não é uma tarefa difícil, em si, mas devido à quantidade de empresas listadas em bolsa e ao número de informação que cada uma delas fornece para o mercado, com certeza essa pesquisa pode se tornar uma missão gigantesca para o investidor individual.

Sabemos que é uma tarefa que exige muito tempo e esforço, por isso oferecemos aos nossos clientes nosso relatório de dividendos, que busca constantemente passar informações dessa natureza, em primeira mão, para investidores que buscam se associar à boas empresas pagadoras de dividendos no longo prazo.

Seja um cliente Suno Research Premium e tenha acesso a esses dados semanalmente, diretamente no seu e-mail.

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.