Acesso Rápido

    20 anos de Google

    20 anos de Google

    O Google completou neste mês 20 anos de existência.

    Como usuário, existem poucas empresas que oferecem uma solução tão confiável quanto o Google.

    Como acionista poucas empresas criaram tanto valor como a empresa que controla o buscador.

    O Google possui algumas características que o tornam único como empresa.

    Destaco algumas características:

    1. Alta Rentabilidade: a alta rentabilidade é consequência de fortes barreiras competitivas. O Google tem uma audiência gigantesca, que faz com que muitos anunciantes queiram investir lá, estes recursos permitem atrair talentos, estes talentos aprimoram a ferramenta diariamente, o que faz com que a audiência cresça ainda mais. Este circulo é difícil de imaginar ser rompido: não vejo nenhum competidor capaz de quebrar esta capacidade hoje.
    2. Forte crescimento: o crescimento do Google é puxado por duas grandes forças. A primeira é o próprio crescimento da internet. Ainda existe cerca de metade da população mundial que ainda não tem acesso à internet e mesmo quem tem acesso cada vez mais esta conectada na internet. Além disso, as empresas têm destinado fatias cada vez maiores de seus recursos de marketing para canais digitais, e o Google é a principal aplicação destes recursos.
    3. Baixo Risco: Alguns investidores costumam associar empresas de tecnologia com risco. E eu tendo a concordar na maioria dos casos. Mas no caso do Google eu vejo como uma empresa de baixo risco. Não vejo risco de ruptura por outras tecnologias mais modernas. Bem como não vejo nenhum concorrente ganhando espaço. Eu arrisco dizer que o Google é menos arriscado que a Coca Cola, uma vez que o consumo de refrigerantes cai nas principais economias globais.

    E são exatamente características como essa que eu busco em uma empresa.

    Alguém pode me perguntar “Tiago, o Google não paga dividendos. Por que você gosta da empresa? ”

    O Google não paga dividendos porque a gestão da empresa optou por não pagar. Nos Estados Unidos não existe obrigatoriedade no pagamento dos dividendos.

    A empresa possui mais de $100 bilhões em disponibilidades. E gera dezenas de bilhões de dólares a mais todos os anos.

    Em algum momento a empresa irá pagar dividendos. É questão de tempo.

    A Apple, outra excelente empresa, passou por um processo semelhante. A empresa cresceu gerando muito caixa, mas não distribuía dividendos para seus acionistas.

    No ano de 2012 a Apple já acumulava mais de $100 bilhões e resolveu que era o momento adequado para remunerar seus acionistas com dividendos e recompras de ações.

    Atualmente a Apple é a empresa de capital aberto que mais paga dividendos no planeta. Acredito que processo semelhante irá ocorrer com o Google e também com o Facebook.

    Eu fico feliz pelo sucesso empresarial do Google. É uma empresa que conseguiu conquistar sua posição de praticamente um monopólio, sem precisar consolidar o mercado e piorar a qualidade do produto, como fazem diversas empresas que alcançam a liderança no Brasil.

    O Google representa o ápice do Capitalismo do século XXI e que eu também acredito: um sistema formado por empresas sérias que buscam fazer um produto tão único que conquistam uma posição de monopólio pela preferencia do consumidor.

    Se você quer aprender a investir no exterior, em empresas como o Google, eu te convido para participar do plano Suno Internacional, desenhado para aqueles que buscam diversificar seus investimentos fora do Brasil. Para conhecer este programa, clique aqui.

    Tiago Reis
    Compartilhe sua opinião
    Nenhum comentário

    O seu email não será publicado. Nome e email são obrigatórios *