AnalisesFundosInvestimentos

2 Fundos Imobiliários para você superar o CDI

By 25 de julho de 2017 No Comments
KNCR11 BCRI11 IBOV

Nesse momento de queda da Selic e onde está cada vez mais difícil encontrar investimentos rentáveis na renda fixa, muitos investidores acabam por se sentirem desanimados com seus investimentos, que agora rendem cada vez menos, e muitos passam a procurar oportunidades na renda variável enquanto outros, infelizmente, simplesmente param de poupar e desistem de seus planejamentos e investimentos, abdicando de seus futuros.

O que a maioria não sabe é que, é possível investir em renda variável de uma forma um pouco menos volátil, tendo investimentos lastreados em ativos de renda fixa e que, inclusive, rendem muito mais que a renda fixa padrão e ainda pagam dividendos mensalmente na conta do investidor, o que acaba sendo também benéfico àqueles que necessitam de renda mensal ou complemento de renda.

Estamos nos referindo aos Fundos Imobiliários de recebíveis, os chamados “Fundos de Papel”, que são ativos que investem preponderantemente em ativos de renda fixa com lastro no mercado imobiliário, em especial os CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários).

Assim, gostaríamos de apresentar hoje dois fundos imobiliários que investem em Recebíveis e que tem entregue uma ótima performance e ótimos rendimentos aos seus cotistas.

BCRI11 – BANESTES RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS

O fundo BCRI11 é um fundo de investimento imobiliário (FII) de recebíveis, administrado pelo Banco Fator, gestora com grande expertise no segmento de Fundos Imobiliários.

A carteira do Banestes Recebíveis FII atualmente é composta majoritariamente por CRIs, os quais estão divididos entre CRIs corporativos, que possuem lastro normalmente em contratos de aluguéis com grandes empresas e CRIs de loteamentos, que possuem lastro no fluxo de recebíveis gerado pela compra e venda de loteamentos.

BCRI11

O fundo busca adquirir ativos do segmento imobiliário, em especial Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) indexados à inflação, tendo uma exposição tanto em IGP-M, quanto IPCA, mas ainda possuindo CRIs indexados ao CDI, embora em menor participação.

Vale lembrar que hoje ainda cerca de 27% dos ativos do fundo estão investidos em fundos de RF e LCI, pois o fundo recentemente passou por um processo de emissão de cotas para captação de recursos e estes ainda não foram alocados, porém conforme sejam alocados em novos CRIs, a alocação final deverá ficar mais próximo de 95% em CRIs e uma rentabilidade implícita mais elevada.

Veja abaixo como a rentabilidade entregue pelo BCRI11 tem sido bastante interessante, estando bem acima do CDI ou do IFIX (E ibovespa) nos últimos 2 anos.

BCRI11 IFIX CDI

Além disso o Yield tem se mantido bastante elevado e normalmente acima do CDI, entregando um alto fluxo de proventos e protegendo o capital do investidor.

Queda do CDI

Assim, entendemos que BCRI11 pode ser uma boa opção para quem deseja obter um bom fluxo de rendimentos e ter uma rentabilidade que, no médio e longo prazo, superam com folga o CDI.

Atualmente o fundo negocia por volta de R$ 109,00 e deverá entregar um DY de cerca de 10,50% para os próximos 12 meses.

KNCR11 – KINEA RENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS

O KNCR11 é um fundo gerido pela Kinea, gestora de recursos controlada pelo Itaú e de grande expertise e reputação no segmento de Fundos Imobiliários, onde hoje é responsável pela gestão de fundos que juntos somam patrimônios de mais de R$ 6 bilhões.

O KNCR é atualmente o maior fundo imobiliário listado em bolsa em termos de patrimônio líquido, e seu patrimônio é de cerca de R$ 3 bilhões.

A estratégia do fundo é basicamente adquirir CRIs indexados ao CDI, porém o fundo também possui uma parcela indexada à inflação, como podemos ver abaixo.

KNCR11 Alocação

O KNCR também recentemente passou por uma emissão e por conta disso encontra-se com um patamar elevado de caixa (16%) que deverá ser alocado em CRIs nos próximos meses.

Devemos deixar claro aqui a qualidade deste fundo, que passou por todo este período de crise sem enfrentar nenhum default em qualquer ativo em sua carteira. A gestão Kinea tem se mostrado muito comprometida, eficiente e conservadora e sempre preza pela qualidade dos ativos que compõem a carteira do fundo, gerando um relativo nível de segurança aos investidores com operações bem seguras e estruturadas.

Assim, olhando para a rentabilidade que o fundo vem entregando ao longo dos últimos anos, vemos resultados bastante expressivos, com o fundo superando tranquilamente no período o CDI ou mesmo o IFIX, mesmo com as recentes quedas que o fundo vem sofrendo e que se traduzem em oportunidades em nossa visão.

A expectativa é que o gestor continue alocando os recursos em bons ativos, e que em sua maioria apresentem prêmios em relação ao CDI, como taxas em torno de 102 a 105% do CDI, dada a maior flexibilidade de negociação por conta do cenário de juros baixos.

Portanto, avaliamos que KNCR é uma forma inteligente de se investir em FIIs e superar o CDI no longo prazo, sem deixar de receber um bom fluxo de dividendos em conta mensalmente.

Quer ter ainda mais recomendações?

Gostou dessas recomendações? Então você definitivamente deveria conhecer a nossa carteira de Fundos Imobiliários, desenvolvida, e acompanhada por Tiago Reis e pelo professor Marcos Baroni, um dos maiores nomes do mercado de Fundos Imobiliários.

Click aqui para conhecer os planos de assinatura premium da Suno Research

Compartilhe a sua opinião
Tiago Reis

Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.