Normalmente quando se pensa em investir para receber dividendos de empresas sólidas listadas em bolsa, normalmente o que vem à mente são empresas do setor elétrico ou mesmo o bancário, que historicamente sempre pagaram bons dividendos.

Em nosso e-book gratuito sobre investimentos em dividendos exploramos como analisar um ativo que pague dividendos.

Há, porém, boas oportunidades para o investidor que busca dividendos, e não só isso, crescimento e valorização patrimonial, em nossa visão, em um segmento inovador, que é o de programas de fidelidade.

O setor de programas de fidelidade já é bastante consolidado em outros países, mas ainda é algo novo no Brasil, e isso pode ser observado pela subpenetração do mercado de fidelização brasileiro em relação a outros países ao redor do planeta, como podemos ver abaixo.

MPLU3

Por conta desse cenário ainda subpenetrado, uma baixa adesão ainda da população a esses programas, o segmento vem crescendo de forma expressiva nos últimos anos, e em 2016 cresceu 15%, ignorando totalmente a grave crise pela qual o país passou.

Breve histórico e descrição do segmento

Os programas de fidelidade surgiram para facilitar a vida dos clientes e gerar benefícios aos consumidores regulares e fiéis às marcas ou a alguns serviços disponíveis. As empresas criam seus programas de fidelidade para oferecer recompensa aos clientes pela compra de produtos ou serviço.

Essas recompensas são recebidas pelos clientes como pontos, que podem ser acumulados pelos clientes e resgatados para a aquisição de um produto, seja de passagens aéreas (mais comuns) ou outros produtos de varejo, etc.

Os programas de fidelização estão concentrados, em sua maioria, associados às Companhias aéreas e ao segmento financeiro, principalmente o segmento de cartões de crédito, muito utilizado pelos bancos para estimular o consumo.

É interessante notar que estes programas estão se diversificando nos últimos anos e expandindo a atuação para outros segmentos, como varejo, telecomunicação, turismo, etc, dando maiores opções e gerando mais atratividade nos programas.

Além disso, o fato de muitas pessoas ainda não serem associadas a nenhum programa de fidelidade, é um fator que deverá continuar sendo um propulsor de crescimento deste segmento.

Como funciona o negócio de fidelidade e como as empresas do segmento lucram?

As empresas do segmento conseguem lucrar basicamente com três formas, as quais podemos verificar abaixo.

Como lucram?

Spread: É a receita que a empresa obtém com a diferença entre o preço que a Companhia vende seus pontos para as empresas parceiras e o custo de resgates dos produtos, como passagens aéreas, eletrônicos e produtos em geral.

Receita com Juros (Float): A Receita financeira é proveniente do fluxo de caixa positivo da venda e resgates desses pontos. A empresa aplica esse caixa, normalmente em títulos públicos e renda fixa, e rentabiliza esses recursos, obtendo ganhos financeiros. Por conta disso, as empresas do segmento acabam sendo impactadas de alguma forma pela oscilação das taxas de juros, similar às empresas de seguros.

Breakage: A receita com Breakage é obtida através dos pontos expirados e não resgatados, e portanto, que não geraram custos de resgates para a Companhia nos últimos 12 meses. Taxas de breakage mais elevadas beneficiam a Companhia com um menor custo de resgates e maior sobra de caixa, mas por outro lado demonstra baixo engajamento dos clientes, o que é preocupante.

É interessante notar que as empresas do segmento de fidelidade não necessitam de muitos investimentos para crescerem seus negócios, ao contrário de outras empresas de outras indústrias em geral, que normalmente para terem um crescimento expressivo, precisam investir “pesado” em máquinas, fábricas, contratação de novos e muitos funcionários, compra de terrenos, renovação de maquinário, etc.

Já as empresas de programas de fidelidade, conseguem crescer naturalmente por conta da situação subpenetrada do segmento, o que vem garantindo um crescimento acima da média e muito acima do PIB, e também investindo em novos servidores, investindo em marketing e se beneficiando de parcerias, etc.

Como é muito menos custoso para essas empresas investirem, afinal de contas, adquirir novos servidores, criar aplicativos, fechar parcerias e investir em marketing é muito mais barato que estruturar fábricas, etc, elas acabam tendo um expressivo fluxo de caixa livre, o que possibilita boas distribuições de dividendos e permite que elas não necessitem se alavancar.  Essas empresas também possuem grande rentabilidade sobre patrimônio líquido (ROE), por conta disso e da alta capacidade de lucratividade.

Sendo assim, as empresas desse setor conseguem crescer de forma expressiva e ainda pagar bons dividendos, o que muitas vezes não é comum em outros setores.

Por conta da atratividade de se investir nesse segmento, levando em conta a capacidade das empresas em pagarem bons dividendos, crescerem e o próprio potencial futuro, listamos abaixo duas empresas que pagam bons dividendos e atuam no segmento de programas de fidelidade:

SMILES S.A – SMLE3

A Smiles S.A, é uma empresa controlada pela Gol Linhas Aéreas, que foi constituída em julho de 2012 para operar e administrar com exclusividade o Programa Smiles, um dos maiores programas de multifidelização do Brasil, com mais de 10 milhões de participantes, e inúmeros parceiros, como a Gol (sua principal parceira e controladora) e inúmeras outras empresas aéreas internacionais, além de empresas de varejo e outros segmentos, como Polishop, Viavarejo, Fastshop, Localiza, etc.

A Smiles vem mostrando ótimos resultados nos últimos anos e crescendo de maneira acelerada, que a permitiu elevar seu lucro numa média de aproximadamente 50% ao ano nos últimos, o que garantiu aos investidores um retorno expressivo, tanto em termos de valorização das ações, quanto em dividendos.

SMLE3

A empresa, por conta de sua gestão eficiente e focada em medidas inovadoras, parcerias pontuais e foco nos resultados aos acionistas, deverá continuar se beneficiando e entregando resultados crescentes no longo prazo.

Seu dividend yield projetado para os próximos 12 meses é de aproximadamente 7,50%.

MULTIPLUS S.A – MPLU3

A Multiplus, controlada pela TAM S.A, é uma rede de fidelidade que é composta por inúmeras empresas e programas de fidelidade. A empresa foi criada em junho de 2009, como uma unidade de negócios do Grupo Latam, mas ainda em 2009 se tornou uma operação independente, tendo seu capital aberto na bolsa de valores em fevereiro de 2010.

A empresa hoje conta com mais de 360 parceiros, em mais de 13 mil estabelecimentos comerciais e possui cerca de 18 milhões de participantes.

A principal parceira da Multiplus é a LATAM, mas a empresa também possui parcerias estratégicas com grandes empresas como Pontofrio.com, Ipiranga, Netshoes, Easy, Editora Abril, dentre outros, o que garante uma grande competitividade à Multiplus em seu segmento e uma grande adesão ao seu programa de fidelidade, que vem crescendo o número de participantes mês a mês.

A Multiplus é outro exemplo de empresa que vem crescendo de forma expressiva nos últimos anos, se aproveitando do mercado subpenetrado e expansão desse segmento, e viu seus lucros saltarem de R$ 118 mi em 2010 para mais de R$ 500 milhões em 2016, uma média de crescimento de quase 30% ao ano.

CARG MPLU3

A sua expansão, com aumento de número de participantes, vem sendo beneficiada por uma gestão comprometida em criar valor para seus acionistas, que tem se focado em parcerias inteligentes e promoções diferenciadas, que vêm possibilitando um aumento expressivo na adesão ao programa.

Hoje mais de 60% dos participantes da Multiplus pertencem às classes A e B, que por sua vez representam apenas 15% da população. Esse dado é outro fator importante que mostra o potencial futuro da Companhia.

A empresa também é uma ótima opção de investimento para quem busca dividendos, e hoje negocia com um Dividend Yield de cerca de 8,50%. Esperamos que a empresa entregue dividendos acima de 8% nos próximos 12 meses, com essa métrica crescendo nos próximos anos.

Se você se interessa por ações que gerem renda e paguem dividendos, convidamos você a se tornar um assinante premium e receber semanalmente nossas analises sobre empresas com este perfil.

Comentários

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.

©2017 SUNO RESEARCH | Investimentos inteligentes

[i]
[i]
[i]
[i]

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account